• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Cidades »

Modernização do sistema de trânsito do DF

Todos os semáforos da cidade vão funcionar com iluminação de LED. Os principais cruzamentos também vão contar com no-breaks, que permitem o funcionamento dos sinais mesmo sem energia elétrica

Agência Brasília - Redação Publicação:11/01/2013 15:30Atualização:11/01/2013 14:43

Evelin Campos

 

 (Pedro Ventura - Agência Brasília)

As lâmpadas incandescentes dos semáforos de todo o Distrito Federal serão substituídas por modelos de LED nos próximos 10 meses. Um termo de cooperação entre o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), o Departamento de Trânsito (Detran-DF) e a Companhia Energética de Brasília (CEB) possibilitará a compra de 7.042 novas lâmpadas. O documento foi assinado nesta sexta-feira (11), na sede do DER, com a presença do governador em exercício, Tadeu Filippelli.

Além disso, os principais cruzamentos receberão 60 no-breaks. Os aparelhos funcionam como baterias, que mantêm os sinais ligados na falta de energia elétrica. "A instalação desses equipamentos faz parte de uma atualização tecnológica do sistema de trânsito e de mobilidade urbana do DF. Isso significa mais segurança e conforto para a população, com baixo consumo de energia e economia para o governo", destacou Tadeu Filippelli.

Os no-breaks funcionam por, no mínimo, 90 minutos - tempo suficiente para a chegada dos agentes de trânsito. Já as lâmpadas de LED vão ajudar na redução de até 80% do consumo de energia. De acordo com o diretor presidente da CEB, Rubem Fonseca, a economia será de 1432 MWh por ano, o equivalente ao gasto da Candangolândia em um mês. "Além de aliviar a sobrecarga no sistema, elas aumentam a eficiência no fornecimento e contribuem para a sustentabilidade ambiental", afirmou.

Os custos de manutenção também vão diminuir, já que as lâmpadas de LED têm cinco anos de garantia e uma média de 10 anos de vida útil. Elas eliminam, ainda, o chamado efeito fantasma, que ocorre quando a incidência de sol prejudica a visibilidade e a distinção das cores do semáforo. "Isso reduzirá o número de acidentes nas rodovias e vias urbanas do Distrito Federal", avaliou o diretor-geral do DER, Fauzi Nacfur Junior.

Substituição - O custo das lâmpadas de LED e dos aparelhos de no-breaks será de R$ 2,2 milhões. A CEB será responsável por disponibilizar R$ 1,63 milhão do Programa de Eficiência Energética, sendo R$ 1,4 milhão na parceria com o Detran, e R$ 235 mil com o DER. O Detran e o DER investirão R$ 508 mil e R$ 66 mil, respectivamente, nas operações de substituição dos equipamentos. A licitação para essa primeira compra está prevista para fevereiro.

As rodovias do Distrito Federal, que são responsabilidade do DER, possuem 60 semáforos. Já as vias urbanas, fiscalizadas pelo Detran, somam cerca de 2,1 mil sinais de trânsito.

Viaturas - Durante o evento, também foi realizada a entrega de 50 viaturas para o Detran e 30 para o DER (25 carros e cinco blazers). Os veículos serão utilizados em operações de fiscalização de trânsito. "Nos últimos dias, temos visto vários exemplos, em todo o país, das más condições de fiscalização do trânsito. A entrega de viaturas, assim como a modernização dos semáforos, deixa clara a opção que este governo fez: a do compromisso com a vida", ressaltou o governador em exercício.

Participaram da cerimônia de assinatura do termo de cooperação o secretário de Transporte, José Walter Vazquez; o presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Nilson Martorelli, e o diretor-geral adjunto do Detran, Rômulo de Castro, entre outras autoridades.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017