• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Copa das Confederações »

Estão abertas inscrições para voluntariado

Segundo o ministro dos Esportes Aldo Rebelo, os voluntários não receberão retorno financeiro, apenas auxílio transporte, alimentação e seguro

Jorge Wamburg - Agência Brasil - Redação Publicação:23/01/2013 16:03Atualização:23/01/2013 16:17
Ministro Aldo Rebelo fala sobre a importância do voluntário: 'É muito valorizado no mercado de trabalho e vai acrescentar ao currículo de todos que participarem' (Elza Fiúza/ABr/Divulgação)
Ministro Aldo Rebelo fala sobre a importância do voluntário: "É muito valorizado
no mercado de trabalho e vai acrescentar ao currículo de todos que participarem"
Os voluntários que forem selecionados para trabalhar na Copa das Confederações, em junho deste ano, e na Copa do Mundo de 2014, pelo Programa Brasil Voluntário, não receberão remuneração e terão direito apenas a uniforme, alimentação, passe para transporte e seguro de responsabilidade civil e acidentes pessoais.

O programa foi lançado esta semana pelo governo federal, no Ministério do Esporte, e pretende selecionar de imediato 7 mil pessoas para trabalhar na Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho, em seis capitais brasileiras: Salvador, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza. Segundo o ministro Aldo Rebelo, o trabalho será complementar ao do voluntariado organizado pela Fifa.

É exigida idade mínima de 18 anos, mas não há idade máxima para participar do programa, cujas inscrições vão até 16 de fevereiro, no Portal da Copa do Ministério do Esporte ou diretamente no Portal do Voluntariado. Para dar suporte ao programa, o ministério criou a rede social Brasil Voluntário, principal meio de comunicação entre o programa e os candidatos, onde, além de fazer a inscrição, os selecionados receberão treinamento e terão informações sobre as atividades em andamento.

O processo seletivo terá cinco etapas: inscrição no portal; seleção; treinamento à distância (virtual), treinamento presencial nas cidades-sede e atuação em campo. Os voluntários selecionados vão trabalhar em pontos turísticos, aeroportos, shoppings e fan fests (eventos festivos durante a Copa), para ajudar torcedores, turistas, jornalistas não credenciados e a população em geral.

O treinamento dos candidatos selecionados será feito em duas fases. A primeira será virtual e deverá começar nos primeiros dias de março. Nessa etapa, eles receberão aulas sobre história do futebol e das copas do mundo, iniciativas públicas de esporte, ações de voluntariado, história do Brasil e das seis cidades-sede da Copa das Confederações.

Haverá uma avaliação após o treinamento virtual, que selecionará aqueles que passarão à etapa seguinte, já em abril, quando participarão de treinamentos específicos nas seis cidades-sede, para se  familiarizar com os locais e as funções em que vão trabalhar na Copa das Confederações. O evento será aberto com jogo entre Brasil e Japão, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. A final será no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, no Rio de Janeiro.

Aqueles que concluírem o treinamento receberão certificado emitido pela Universidade de Brasília (UnB). Após a Copa das Confederações, as inscrições para o Programa Brasil Voluntário serão reabertas, desta vez com vistas à Copa do Mundo de 2014, para formar 50 mil voluntários.

Segundo o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, os voluntários farão um trabalho importante para o sucesso dos eventos esportivos que o Brasil sediará e também serão beneficiados com uma experiência de vida, a oportunidade para conhecer pessoas, relacionar-se e ter contato com outras culturas, o que “é muito valorizado no mercado de trabalho e vai acrescentar ao currículo de todos que participarem”.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017