• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Cidades »

Estacionamento subterrâneo será lançado em três meses

Edital da obra foi apresentado e estacionamento oferecerá cerca de dez mil vagas na Esplanada dos Ministérios

Agência Brasília - Redação Publicação:01/02/2013 14:56Atualização:01/02/2013 15:46

 (GDF/ Divulgação)
 

Em discussão há dois anos entre o GDF e o Congresso Nacional, o projeto do estacionamento subterrâneo na Esplanada dos Ministérios foi apresentado pelo governador Agnelo Queiroz, nesta quinta-feira, aos presidentes do Senado, José Sarney, e da Câmara dos Deputados, Marco Maia. A expectativa é lançar o edital de licitação em três meses e concluir a obra em até três anos.

A estrutura, que será construída por meio de Parceria Público-Privada (PPP), ocupará área de 340 mil m² e oferecerá cerca de 10 mil vagas, distribuídas em quatro andares. Estudos realizados enquanto o projeto era desenvolvido apontam a necessidade de 7,5 mil vagas nas proximidades do Congresso Nacional.

 (GDF/ Divulgação)

Mobilidade

No encontro, o governador assegurou que a estrutura, concebida para reduzir o déficit de vagas para veículos na área central de Brasília, é um dos instrumentos da política de Transportes do GDF. Ainda ressaltou iniciativas adotadas para melhorar a mobilidade urbana no Distrito Federal, como a licitação para renovar a frotas de ônibus e a construção do BRT, também conhecido como Expresso DF, que ligará o Gama e Santa Maria ao Plano Piloto.

O governador também citou a demarcação de faixas exclusivas para ônibus nas principais vias do DF, como as estradas parques Núcleo Bandeirante e Taguatinga e as avenidas W 3 Sul e Norte, e ampliação de 6km de linhas do Metrô. Além disso, há previsão de que um trecho do Veículo Leve sobre Trilhos atenda quem trabalha na Esplanada dos Ministérios e prefere deixar o carro em casa. Hoje, uma linha de ônibus executivos presta esse serviço a moradores do Cruzeiro, Octogonal e Sudoeste.
 (GDF/ Divulgação)

Instalações hoje disponíveis na Câmara e no Senado, como agências bancárias, de viagens e dos Correios e restaurantes, entre outros, poderão ser deslocados para a área do estacionamento. A obra não vai alterar o projeto arquitetônico da Esplanada dos Ministérios.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017