• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Mercado »

Petrobras tem menor lucro em 2012

Em comunicado, a estatal do petróleo diz que fechou o ano passado com lucro líquido de R$ 21,1 bilhões, queda de 36% comparado a 2011

Nielmar de Oliveira - Agência Brasil - Redação Publicação:05/02/2013 14:46Atualização:05/02/2013 15:21
 (Agência Petrobras/Divulgação)
A Petrobras fechou 2012 com um lucro líquido de R$ 21,1 bilhões, uma queda de 36% em relação ao de 2011. Em comunicado, a empresa atribuiu o resultado aos “efeitos da depreciação cambial, maior participação de derivados importados no volume de vendas e aumento das despesas operacionais com maiores baixas de poços secos/subcomerciais”.

Também houve queda na geração de caixa operacional da companhia, medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, que atingiu R$ 53,439 bilhões, 14% inferior na comparação com 2011.

No quarto trimestre do ano passado, o lucro líquido da companhia somou R$ 7,7 bilhões, um aumento de 39% em relação ao trimestre anterior, especialmente por causa de ganhos financeiros e maiores benefícios fiscais. No quarto trimestre, o Ebitda ajustado somou R$11,9 bilhões, 17% inferior ao do terceiro trimestre de 2012.

A Petrobras destaca, no comunicado, como ponto positivo o fato de ter atingido, na área operacional, a meta de produção estabelecida para o ano, com 1,98 milhão de barris por dia de óleo e LGN (líquido de gás natural) no Brasil. A produção total de petróleo e gás natural da Petrobras chegou a 2,598 millhões de barris de óleo equivalente por dia (petróleo e gás natural).

No comunicado, é citado que a companhia teve recorde de processamento de petróleo nas refinarias entre 9 e 12 de agosto (2,1 milhões de barris por dia). No ano, a produção de derivados somou 1,99 milhão de barris por dia. As vendas no mercado interno atingiram 2,28 milhões de barris por dia.

A Petrobras fechou 2012 com investimentos de R$ 84,13 bilhões, 51% destinados ao setor de exploração e produção. A área de abastecimento ficou com 34%. “Os investimentos foram direcionados para o aumento da capacidade produtiva e a modernização e ampliação do parque de refino,” justificou a estatal. A companhia informou ainda que foi aprovado o Plano Anual de Negócios para 2013, no valor total de R$ 97,754 bilhões.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017