• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde I Gastrô »

Grávidas podem exceder em até 300 calorias no dia

Desejos de massa e doce podem ser atendidos sem culpa na consciência. Veja as dicas de uma nutricionista e uma receita liberada para as mamães!

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:05/02/2013 14:58Atualização:05/02/2013 14:48

 (SXC)
 

Que aquele ditado "Grávida come por dois" como aval para a futura mamãe comer em dobro já foi dismitificado. Se comer duas vezes mais, vai engodar além do necessário e o peso não vai embora com o nascimento da criança. Mas, essa fase de tantas tranformações no corpo feminino permite alguns excessos.

É muito comum ouvir sobre os desejos das grávidas. Algumas mulheres têm vontades inusitadas, outras nem tanto e, algumas, nem têm desejos.A nutricionista Priscila Rosa, consultora da rede de massas Adria, explica que durante a gravidez a mulher precisa de uma alimentação balanceada e nutritiva, mas há uma margem de calorias que podem ser consumidas a mais. “Estar bem alimentada não significa comer em excesso, muito menos por dois. O importante é fazer as escolhas certas em relação à qualidade dos alimentos e não à quantidade. A grávida pode exceder em até 300 calorias a sua dieta alimentar, lembrando que o ideal para mulheres é cerca de 1800 calorias por dia”, completa.

Portanto, além das variações homornais própria do período, que podem afetar o humor, as gestantes devem ter um estresse a menos e não preocupar com aquela voz da consciência da dieta que sempre alerta para o aumento de peso se ceder a algum desejo gastronômico. As grávidas podem! “A gestação não é época para fazer dietas restritivas, ou seja, para perder peso. É preciso armazenar energia para o desenvolvimento do bebê”, ressalta a nutricionista.

Neste período, o organismo da mulher está a todo vapor e esse é um dos motivos para fazer refeições completas, compostas por ingredientes de todos os grupos da pirâmide alimentar: carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas, minerais e fibras. “O macarrão é uma opção prática e saborosa de carboidrato. Além disso, a massa conta ainda com vitaminas do complexo B e outros minerais como magnésio”, diz Priscila.

Ainda segundo a nutricionista, para as grávidas prepararem um prato de macarrão ideal é preciso incluir acompanhamentos, como saladas com verduras e legumes bem coloridos, proteína animal magra (filé de frango grelhado) e grãos (feijões ou leguminosas). “Assim como as frutas, esses alimentos são ricos em vitaminas, minerais e fibras, essenciais para uma gestação saudável. Outra opção de combinação com a massa são as sementes oleaginosas, como as castanhas”, ressalta a nutricionista.

Para amenizar os enjoos, que podem ocorrer principalmente no início da gravidez, a dica é comer sempre pequenas porções e não passar grandes intervalos em jejum. “Evitar excessos de doces, açúcares e gorduras saturadas, frituras e condimentos é uma forma de contribuir ainda mais para uma gestação saudável”, complementa Priscila.

Além da massa como fonte de carboidrato, a nutricionista explica o que não pode faltar na dieta das grávidas:

- Proteína: indispensável para o desenvolvimento das células do bebê e para a placenta. É encontrada principalmente em carnes, ovos, leite e leguminosas como feijão, soja, grão de bico, lentilha e ervilha;

- Cálcio: essencial para formação óssea do feto e para a contração muscular. Os alimentos ricos em cálcio são leite, iogurte, queijo, gergelim e alguns vegetais como brócolis. O iogurte favorece ainda o crescimento da flora bacteriana intestinal que aumenta as defesas do organismo, diminui a formação de gases e auxilia o funcionamento do intestino;

- Vitamina D: ajuda na formação das células e no desenvolvimento de ossos e dentes da criança. Suas principais fontes são gema de ovo, fígado, leite, manteiga, margarina, vegetais verdes escuros e amarelos;

- Vitamina C: esta vitamina é de grande importância para o desenvolvimento, construção e reparação dos tecidos, na cicatrização, no crescimento e desenvolvimento ósseo do bebê. As melhores fontes de vitamina C são frutas (laranja, mexerica, limão, acerola, kiwi, cereja, caju, morango e tomate), batata, repolho e tomate. A dica para melhor aproveitar esse nutriente é consumir sucos feitos na hora!

- Ferro: importante na formação das células do sangue. Fontes: carnes vermelhas e vísceras como bife de fígado, leguminosas (feijão, lentilha, etc.), legumes e verduras verdes escuras e ovos. A ingestão de sucos ou alimentos ricos em vitamina C, por exemplo, kiwi e suco de laranja, junto às refeições, melhora a absorção de ferro no organismo;

- Vitamina A: ajuda na formação das células e no desenvolvimento de ossos e dentes da criança. Fontes: gema de ovo, fígado, leite, manteiga, margarina, vegetais verdes escuros e laranja (cenoura e rúcula) e frutas de cor alaranjada, como mamão e manga;

- Ácido fólico: o nutriente ajuda na formação das células brancas e vermelhas do sangue. É essencial durante a gestação para ajudar na produção aumentada de sangue, necessária para o feto e a placenta. Também auxilia na formação do material genético de cada célula. Para reter esse nutriente, a nutricionista sugere vegetais verdes escuros, fígado, gema de ovo, abacate, abóbora, melão, cereais integrais e gérmen de trigo;

- Ômega 3: é um ácido graxo (gordura) importante para o desenvolvimento e formação do cérebro do bebê. Suas principais fontes são óleos vegetais, semente de linhaça e peixes de água fria, como sardinha, arenque e salmão.


Aprenda uma pode ser consumida sem restrições pelas gestantes. Confira abaixo.

Spaghetti ao Pesto de Manjericão com Legumes Sauté

 (Divulgação)
Ingredientes:
- 1 embalagem de Spaghetti Grano D’Oro Adria

Legumes Sauté:
- 6 colheres (sopa) de azeite
- 3 cenouras médias em tirinhas finas
- 3 abobrinhas em tirinhas finas
- sal e pimenta do reino a gosto

Pesto de Manjericão:
- 1 maço pequeno de manjericão
- 2 dentes de alho, picados
- ½ xícara (chá) de azeite
- sal

Para Finalizar:
- castanhas de caju ou do para, picadas
- queijo parmesão ralado

Modo de Preparo:
- Comece preparando os legumes sauté.
- Numa frigideira de fundo largo, aqueça o azeite, refogue a cenoura e a abobrinha em fogo alto, mexendo sempre para não murchar.
- Acerte o sal, tempere com a pimenta do reino e reserve.
- Prepare o pesto.
- Leve ao liquidificador todos os ingredientes e bata até formar uma pasta.
- Numa panela grande ferva 5 litros de água com sal. Coloque a massa e mexa de vez em quando, até que a água volte a ferver.
- Deixe cozinhar por 10 a 12 minutos ou até que fique “al dente”, ou seja, macia, porém resistente à mordida.
- Escorra a massa, acomode num refratário grande, acrescente o pesto de manjericão e envolva bem com a ajuda de 2 garfos grandes.
- Junte os legumes sauté e mexa delicadamente.
- Espalhe por cima a castanha, polvilhe queijo parmesão e sirva a seguir.

Variação: Querendo, prepare o pesto de rúcula, substituindo o manjericão por 10 a 15 folhas de rúcula.

Rendimento: 6 porções
Preparo: Forno & Fogão
Grau de Dificuldade: Fácil

Informações nutricionais
Valor calórico: 2970kcal (total da receita), 495kcal (por porção)
Proteínas: 68,4g (total da receita), 11,4g (por porção)
Carboidratos: 390g (total da receita), 65g (por porção)
Gorduras: 132g (total da receita), 22g (por porção)

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017