• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Futebol »

Mais ingressos para a Copa das Confederações

De acordo com a Fifa, já foram recebidos 532 mil pedidos de compra dos lotes anteriores

Alex Rodrigues - Agência Brasil - Redação Publicação:14/02/2013 13:26Atualização:14/02/2013 14:04
 (ME/Portal da Copa/Divulgação)
O terceiro lote de ingressos para a Copa das Confederações de 2013 começa a ser vendido a partir do dia 15 de fevereiro. As solicitações devem ser feitas até o dia 7 de abril, exclusivamente pelo site da Fifa.

De acordo com a federação, os pedidos serão atendidos de acordo com a ordem de registro dos interessados. A confirmação, contudo, esta sujeita à disponibilidade de entradas da categoria de ingresso solicitada pelo torcedor. Há três diferentes categorias para o público estrangeiro e quatro para os torcedores brasileiros, além de bilhetes específicos para cadeirantes e seus acompanhantes.

Os preços dos ingressos para o público estrangeiro variam entre US$ 60 e US$ 220 (R$ 117 e R$ 430), no caso do jogo final na categoria 1. Já para os brasileiros, as entradas inteiras variam de R$ 57, a mais barata, a R$ 418, a mais cara, para a última partida.

A Fifa garante que, assim que o pedido for processado, o comprador receberá a confirmação da compra por email. Além do cartão de crédito, o pagamento poderá ser feito por boleto bancário.

Mais de 532 mil pedidos de ingressos foram contabilizados nas duas primeiras fases. De acordo com a entidade, as pessoas que enviaram pedidos nas duas primeiras etapas devem ser avisadas se as solicitações foram aprovadas, negadas ou parcialmente aprovadas. Na página da Fifa na internet, no entanto, vários torcedores dizem ter solicitado ingressos, sem receber qualquer resposta.

As 16 partidas da competição ocorrem entre os dias 15 e 30 de junho deste ano em seis cidades de três regiões do país: Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador. O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha vai ser palco da abertura do evento.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017