• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Beleza »

Especialistas dão dicas para evitar a foliculite

Bolinhas e irritação na pele após o uso de lâmina podem ser combatidos

Da redação - Redação Publicação:14/02/2013 14:13Atualização:14/02/2013 14:21

 (Dr Laser/ Divulgação)
 

Há circunstâncias em que a foliculite, inflamação no folículo capilar, torna-se inevitável. Este distúrbio tem se tornado um pesadelo para muitos homens na hora de barbear, e para as mulheres após a depilação com lâmina. As temidas bolinhas vermelhas se espalham pela pele, causando dor e ardência na região. Para os homens, esse tipo de irritação no rosto – em sua maioria –, são os que possuem pêlos encaracolados e duros. Mas, esse problema, como é reação inflamatória espontânea, também pode ser causado por excesso de suor, uso de cera, fricção, agentes químicos, falta de higiene e alterações imunológicas.

Para o diretor executivo da Barbearia Dom Cabral, Caio Cabral, alguns fatores influenciam, diretamente, no surgimento desta lesão. “São alguns deles: passar a lâmina no sentido contrário ao do pelo; e a pele ressecada’’, inclui o empresário.

Para a esteticista Adalgisa Lima, outros distúrbios também determinam a infecção bacteriana denominada piodermite (desequilíbrio da flora normal). “No caso de manuseio errado da lâmina ou do barbeador, a cútis pode sofrer algumas inflamações na raiz do pêlo (pseudofoliculite), podendo ser tratada com antibióticos, porém, o correto é evitar que a derme sofra pelo traumatismo da máquina e dermatites’’, ressalta a profissional.

São vários os benefícios de proteger a derme, e o primeiro deles é conseguido na escolha do momento ideal para cortar o pelo: durante ou após o banho. A suspeita é baseada em duas causas. A primeira é o tipo de objeto utilizado para eliminar os pelos. A segunda são os after-shaves (loção usada após se barbear) com propriedades irritantes em sua fórmula. A partir daí, faz-se um diagnóstico mais profundo, porque existem peles sensíveis que precisam de tratamentos profissionais.

Para tentar escolher a melhor opção, nada como analisar a sensibilidade da pele e o próprio hábito, pois ele varia de pessoa para pessoa. Cada método tem prós e contras.

Dicas para delipação e barbear:

 (Divulgação)
- Use a lâmina no sentido do crescimento dos pêlos;
- Passe o menor número possível de vezes a lâmina sob a pele;
- Inicie pela costeleta, depois bochechas e região maxilar, boca e por último o queixo, pois geralmente os pêlos demoram mais a amolecer neste local;
- Troque as lâminas do barbeador após usá-lo, no máximo, cinco vezes;
- Dê preferência para fazer a barba após o banho;
- Após o barbear lave o rosto com água fria;
- Lave a lâmina de barbear cada vez que passar no rosto, pois o acúmulo de pelos diminui a eficácia do aparelho;
- Utilize loção pós-barba, porém as sem álcool;
- Evite a espuma do sabonete, pois em alguns casos, pode irritar a pele provocando ardor e vermelhidão;
- Escolha os melhores produtos indicados para o seu tipo de pele, de preferência indicados por um dermatologista.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017