• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde »

Má postura diminui rendimento no trabalho

Os brasileiros sofrem cada vez mais com dores de cabeça e nas costas, irritação nos olhos e escoliose

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:19/03/2013 14:57Atualização:19/03/2013 15:12

 (SXC)
A dor é um alerta do corpo que indica ameaça à nossa saúde. Na estação de trabalho, os brasileiros estão cada vez mais dependentes de analgésicos em razão da má postura. Sintomas como dores de cabeça e nas costas, cansaço físico e mental, olhos irritados e escoliose (desvio da coluna vertebral para a esquerda ou direita) fazem parte do diagnóstico.

Quem costuma passar horas diante do computador está submetido a um nível de estresse alto e, consequentemente, sofre indisposição no trabalho. Segundo o médico especialista em Saúde Ocupacional da clínica Multi Life, Antônio Negrão Costa, a postura corporal tem influência de duas variáveis: inclinação do indivíduo e os mobiliários (mesa, cadeira) ergonômicos e equipamentos (teclado, monitor, apoio de mouse, teclado e pé). “O mobiliário não ergonômico, isto é, inadequado às características dos usuários, pode levar à postura viciosa e este vício também causa doenças crônicas’’, afirma o médico.

Recentemente, uma pesquisa feita pela Regus, empresa especializada em soluções de espaço para escritórios, apontou que 83% dos funcionários acreditam que meios flexíveis no trabalho melhoram a produtividade.

Ainda segundo o médico, as empresas devem estar atentas à saúde dos seus funcionários e investir em mobiliários que estejam dentro dos parâmetros legais da legislação. “É interessante que os funcionários participem do estudo de escolha dos móveis, pois esta é a melhor forma de visualizar as características físicas como medidas corporais, peso e altura’’, aconselha o profissional.

Em virtude da importância do colaborador para a organização, o Ministério do Trabalho, por meio da portaria 3214, criou as Normas Regulamentadoras 17 e 9, também chamadas de NR. Em termos práticos, a NR 17 exige que as condições ergonômicas de trabalho sejam adequadas e não causem prejuízo para a saúde e a integridade física do trabalhador; enquanto a NR 9 prevê que os ambientes sejam livres de agentes nocivos (ruído, químicos, físicos). Portanto, a empresa deve manter o seu espaço livre de riscos ambientais e ocupacionais. “É direito do funcionário exigir um ambiente de trabalho livre de danos físicos e mentais’’, alerta.

O médico ainda recomenda as atividades físicas mais apropriadas para a correção da postura corporal. “RPG, Pilates, hidroginástica, alongamento e atividades de reforço da musculatura da coluna vertebral são feitos para corrigir a postura da pessoa que desenvolve esse problema. Vale lembrar que o RPG é a única técnica que exercita os músculos estáticos, ou seja, aquele que nos mantém de pé.

De modo geral, o tratamento pode ser feito tanto pelo médico do trabalho quanto pelo fisioterapeuta. Para o Dr. Negrão, os músculos estão presentes no corpo inteiro e fazem ligação com o sistema nervoso. “Uma empresa que investe no bem-estar dos funcionários lucra bem mais com a produtividade deles’’, garante.

Dicas:


- Sempre que sentar, faça-o mantendo as costas direitas, em linha reta, com os ombros afastados e os pés bem apoiados;


- Se o seu trabalho obrigar a estar muito tempo sentado, tente variar de posição ao longo do dia;


- Sempre que tiver de levantar objetos que estejam no chão deve baixar-se fletindo as pernas e mantendo o alinhamento vertical da coluna, para evitar lesões posteriores;


- A prática de exercícios físicos, além de trazer bem estar, deixa os músculos mais fortes e traz a estabilidade que o corpo precisa para evitar problemas na coluna e em outras partes do corpo;


- Priorize a compra de uma cadeira confortável, ótimo acessório para minimizar o estresse do corpo.

 (Reprodução)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017