• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde »

Índice de doadores de órgãos no DF é o maior do país

Brasília é a unidade da Federação que mais realiza transplante de coração, fígado, rim e córnea por número de habitantes

Agência Brasília - Redação Publicação:29/05/2013 16:47Atualização:29/05/2013 16:58

 ( Roberto Castro/GDF)
O Distrito Federal reafirmou sua liderança nacional em doação de órgãos ao atingir, nesta semana, a marca de 12 transplantes de coração e 19 de fígado desde janeiro, números próximos ao total de 2012, quando foram realizadas, respectivamente, 18 e 34 cirurgias em todo o ano.

"Só neste fim de semana realizamos seis transplantes, são seis vidas resgatadas, somos uma referência para todo o país", declarou o governador Agnelo Queiroz ao visitar hoje, no Instituto de Cardiologia (IC-DF), quatro pacientes que receberam fígado e dois transplantados de coração entre sábado e domingo.

Eles foram beneficiados com órgãos coletados na sexta-feira, quando o IC-DF realizou a maior captação simultânea de órgão, ao retirar coração, fígado, rins e córneas de 5 doadores que vieram a óbito nos hospitais de Base e de Santa Maria.

"Esperava pelo transplante há três anos. Agora que consegui, lutarei até os últimos dias da minha vida para que todas as pessoas que conheço sejam doadores", declarou o paciente Carlos Afonso Bibiano, de 48 anos, que teve hepatite C e passou por transplante de fígado.

Além dos pacientes no Instituto de Cardiologia, outras seis pessoas receberam rim dos doadores e estão em recuperação no hospital de Base (HBB) e Universitário de Brasília (HUB).

"O DF é a unidade da Federação que mais capta órgão no país, são 28 doadores por milhão de habitantes. Estávamos atrás de Santa Catarina, mas ultrapassamos neste primeiro trimestre", explicou o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, que também visitou os pacientes hoje.

A fila de espera por uma córnea, por exemplo, está zerada, depois que 65 cirurgias do tipo foram realizadas somente no primeiro trimestre deste ano.

O Instituto de Cardiologia do Distrito Federal está credenciado e agora vai começar a realizar também transplante de pulmão e transplante duplo de rins e pâncreas.

REFORÇO

 

Devem chegar nos próximos dias duas aeronaves doadas pelo governo federal ao GDF para auxiliar na captação de órgãos em outros estados, serviço realizado atualmente pelos helicópteros das forças de segurança e, em alguns casos, por uma parceria entre o governo e companhias áreas.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017