• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Saúde »

Sábado é dia de vacinação contra a poliomielite

Mais de 280 postos de saúde funcionarão entre 8.00 e 17.00 para imunizar crianças entre 6 meses e 5 anos

Agência Brasília - Redação Publicação:07/06/2013 17:14Atualização:07/06/2013 17:16

 (Divulgação/Renato Araújo Ses)
A Campanha Nacional de Vacinação contra a paralisia infantil (poliomielite) será oficialmente aberta neste sábado (8), dia D da campanha, e, no Distrito Federal, mais de 280 postos estarão disponíveis em centros de saúde, hospitais, escolas, igrejas, shoppings e supermercados, das 8.00 às 17.00.

"É importante frisar que neste ano, diferente dos anos anteriores, a população alvo são crianças a partir de 6 meses até os menores de 5 anos de idade", afirmou a gerente de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria de Saúde (SES-DF), Cristina Segatto, que destacou a necessidade de apresentar o cartão de vacinação.

A poliomielite ou "paralisia infantil" é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por quadro de paralisia flácida que atinge, em geral, os membros inferiores.

A imunização segue até o dia 21 e a meta da Secretaria de Saúde neste ano é atingir 173.764 crianças do DF em etapa única, o equivalente a 95% da população alvo -estimada em 182.902.
O DF não registra casos de poliomielite há 26 anos e tem alcançado a meta de cobertura vacinal, tanto que no ano passado alcançou 97,2%.

"A vacina oral leva à proteção coletiva e é muito importante que os pais compareçam aos postos para imunizar seus filhos", ressaltou a chefe do Núcleo de Imunização da SES-DF, Eudóxia Rosa Dantas.

O objetivo da campanha é manter o Brasil na condição de país certificado internacionalmente para a erradicação da poliomielite, com proteção coletiva e a disseminação do vírus vacinal no meio ambiente.

Este é o 34º ano de Campanhas Nacionais de Vacinação contra a Poliomielite e o país está livre da doença desde 1990.

ALERTA

 

Crianças com infecções agudas e febre acima de 38ºC, com imunodepressão (diminuição da função do sistema imunológico) congênita ou adquirida (como Aids), ou submetidas a quimioterapia e que apresente alergia grave a um dos componentes da vacina não devem ser imunizadas.

A vacina oral contra a poliomielite é extremamente segura e são raras as reações associadas a sua administração.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017