• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Copa das Confederações »

Anac faz vistoria no aeroporto internacional Juscelino Kubitschek

Sabrina Craide - Agência Brasil - Redação Publicação:12/06/2013 18:08
 (José Cruz/ABr/Divulgação)
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) ficou satisfeita com a situação do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, para receber os visitantes do jogo de abertura da Copa das Confederações, marcado para sábado, dia 15. O diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, fez uma vistoria no local e disse que, mesmo com as obras em andamento para a Copa do Mundo, o aeroporto está com mais qualidade.

“O importante é que todas as obras que estão sendo feitas para a Copa do Mundo não atrapalhem o andamento da Copa das Confederações. Até agora, de tudo que verificamos, está tudo OK”. Segundo ele, os banheiros passaram por reformas, novas áreas de embarques foram liberadas, e a ampliação dos estacionamentos será inaugurada amanhã.

Em Brasília, o fluxo no aeroporto durante o evento deve chegar a 45 mil pessoas por dia, o que não ultrapassa o pico de passageiros diários, que é 60 mil, na época de final de ano. “É um fluxo maior, mas o aeroporto tem que estar preparado para receber isso tudo”, disse Guaranys. De acordo com ele, todos os seis aeroportos das Copa das Confederações estão com obras para a Copa do Mundo, mas que permitem a operacionalidade.

O diretor-presidente da Anac também ficou satisfeito com a operação do desembarque da seleção brasileira, que chegou à capital federal na tarde de hoje. “Foi uma operação muito tranquila, sem impactar no uso terminal, isso é importante. Tanto a parte da segurança com acompanhamento da Polícia Federal quanto a parte da Inframérica, no desembarque da seleção brasileira, foram muito bem executadas".

A partir de amanhã (13), a Anac estará com uma operação especial para a Copa das Confederações, com 220 servidores para fiscalizar a prestação do serviço das empresas, fornecer informações aos passageiros e acompanhar as operações aeroportuárias durante o evento. “Queremos estar presentes caso haja algum problema operacional durante este período”, disse Guaranys. Em alguns aeroportos, como no Galeão, em Guarulhos e em Brasília, o trabalho das equipes será desempenhado durante 24 horas.

A Inframérica, operadora do aeroporto de Brasília, também vai fazer uma operação especial, com escalas diferenciadas em horários de pico, sinalização e ampliação do atendimento ao usuário. Segundo a empresa, haverá um aumento de 35% no pessoal durante o evento.

Desde a semana passada, diretores da Anac também vistoriaram os aeroportos de Guarulhos (SP), Viracopos (SP), Confins (MG), Recife (PE), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Santos Dumont e Galeão (RJ).
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017