• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Gastronomia »

Restaurante de Brasília renova seu menu após tour do chef Marco Espinoza pelo Brasil

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:18/10/2013 18:39Atualização:18/10/2013 18:53

 

Ceviche del Tano: camarões e lula fresca, lula crocante e leite de tigre ao pesto (Divulgação)
Ceviche del Tano: camarões e lula fresca, lula crocante e leite de tigre ao pesto

O Taypá renova o seu cardápio constantemente. Desta vez, o premiado chef Marco Espinoza buscou inspiração nos quatro cantos do país para elaborar o novo menu da casa. Após um tour por estados como Bahia, Minas Gerais e Pará, ele retornou a capital para criar os novos pratos, que possuem influência peruana e, também, brasileira.
Rapadura, acerola, manga, batata doce, batata baroa, carne de sol, vinagrete, mandioca, cachaça, açaí e pimentas brasileiras são itens que fazem parte do cardápio dos brasileiros e que ganharam novas versões pelas mãos de Espinoza.

Entre os novos petiscos, Choritos (mexilhões crocantes em molho de cachaça, pimenta de cheiro e creme de pimenta amarela), R$ 45,00; Canelone de Pato (confitado com molho de pimenta rocoto, salada de queijo fresco e doce de tomate com rapadura), R$ 68,00; Croquetas Cremosas (de suíno, com especiarias peruanas acompanhado de barbecue de acerola), R$ 41,60; El Tradicional (bruscheta de aji de galinha, batatas crocantes, ovo frito, queijo minas e azeitonas desidratadas), R$ 30,90 e Chipirones Criollos (lulas recheadas de camarões, calabresa, queijo gruyere, batatas criollas com cebola salteada, queijo fresco e huacatay), R$ 58,80.

Se unem aos já consagrados ceviches, tiraditos e causas, o Ceviche Tropical (salmão, abacaxi, manga, pepino, leite de tigre ao corry picante), R$ 44,80; Ceviche del Tano (camarões e lula fresca, lula crocante e leite de tigre ao pesto), R$ 54,80; Tiradito de Vieiras (vieiras frescas com molho de rocoto e leite de tigre cremoso, pepino, abacate e crocante de batata doce), R$ 58,00; Tiradito Beef (Filé na brasa temperado com pimentas e especiarias, leite de tigre com queijo, mostarda, alcaparras, tomate seco e couve frita), R$ 45,80; Tiradito a la Piedra (atum sobre pedra quente, cogumelos confitados e leite de tigre Nikkei apimentado), R$ 59,80 e Causa del sol (causa crocante sobre salada quente de carne de sol e creme de mostarda), R$ 35,80.

Foram acrescentados ao menu principal, pratos que possuem, em sua maioria, carnes. Arroz de Pato (coxa de pato desossado com arroz cozido na cerveja, coentro, temperos peruanos e vinagrete cremoso), R$ 69,80; Tocino Confitado (panceta natural de suíno confitada em redução do próprio molho, servido de mil folhas de batata doce com rapadura e canela, compota de pimentas brasileiras e peruanas), R$ 44,80; Norte Peruano (paleta de cordeiro braseado com molho de seco norteño, purê de batata baroa, alhos assados e milhos caramelados – para duas pessoas), R$ 134,80; Bife de Chorizo (grelhado, servido com batatas quebradas ao creme picante e cazuela de cogumelos), R$ 72,80; Lomaso (filé em molho de redução de vinho, chimichurri e funghi cremoso, acompanhado de nhoque de mandioca ao pesto de coentro gratinado), R$ 62,80. Por fim, Plancha de Polvo e Camarão (confitado com cogumelos, batata, alcaparras, salada de rabanete doce e arroz de coentro – para duas pessoas), R$ 109,80.

Quatro novas sobremesas foram incorporadas à carta: Picolé de Lúcuma (semifredo de lúcuma com chocolate amargo e doce de leite de lúcuma), R$ 24,80; Macaron de Açaí (de açaí com ganache de chocolate branco e chirimoya, sorvete artesanal de chirimoya, calda de banana flambada e morangos desidratados), R$ 22,80; Cofre de Chocolate (com espuma de framboesa e sorvete de frutas), R$ 32,80 e Minas com Minerais de Chocolates (chocolate e amendoim, trufa de chocolate branco, granizo de limão e terra de chocolate e laranja), R$ 22,60.

Cofre de chocolate com espuma de framboesa e sorvete de frutas (Divulgação)
Cofre de chocolate com espuma de framboesa e sorvete de frutas

Sobre o chef Marco Espinoza

Com criatividade e elogiada releitura da culinária andina, o chef Marco Espinoza é, atualmente, um dos expoentes da nova gastronomia andina, ou novoandina, ao fundir a cozinha contemporânea com elementos, produtos, e temperos tipicamente peruanos com novas técnicas. Dessa alquimia, que acrescenta inspirações da cozinha Nikkei – uma fusão da japonesa com a peruana - surgem pratos de sabor intenso, marcante e de muita personalidade. A maior parte dos ingredientes usados na preparação dos pratos, a exemplo de milho, quinoa, rocoto – pimenta vermelha - e lúcuma, por exemplo, é importada daquele país para servir de base para a criatividade e originalidade de Espinoza à preparação dos pratos, alguns com ingredientes tipicamente brasileiros. Aos 33 anos, 14 como chef, Marco Espinoza é referência quando se fala em gastronomia do país andino. Nascido em Lima, Peru, Espinoza mudou-se para Buenos Aires aos 19 anos, quando começou a trabalhar com sua mãe na embaixada peruana. Logo após sua formação no I.A.G (Instituto Argentino de Gastronomia), se tornou chef executivo da representação peruana de onde saiu para comandar o então renomado Bardot, restaurante peruano famoso pelas paredes pinks e lustres de luxo localizado em Palermo - um dos bairros mais valorizados da capital argentina. De lá seguiu para as principais cozinhas portenhas antes de fixar-se em Brasília para fundar o Taypá. Desde março de 2013 está à frente também do Lima Restô Bar, no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro. Com o título recebido pelo Taypá de ‘Melhor Restaurante Peruano no Brasil’ do governo daquele país, Espinoza recebeu uma medalha pelo seu talento e excelente trabalho realizado no restaurante.

A fusão gastronômica do Taypá está presente, também, no projeto do restaurante, assinatura do escritório de arquitetura de Rachel Fechina. Os 260 metros quadrados têm inspiração peruana com toques de sofisticação e contemporaneidade. Elementos como granito e mármore com revestimentos rústicos se misturam a objetos decorativos tipicamente artesanais oriundos do Peru como cerâmicas, tapeçarias e tecidos. São 150 lugares, divididos entre 100 lugares na parte interna – com espaço reservado para reuniões de trabalho e comemorações - e, 50, na externa.
Em 2013, foi considerado o melhor restaurante da capital do País pelo júri de Veja Brasília “Comer & Beber”. Em 2011 o Taypá foi reconhecido como o “Melhor Peruano no Brasil” pelo Governo do Peru e pela “Comer & Beber” da Veja Brasília, o melhor em duas categorias: Cozinha Contemporânea e Restaurante Revelação.

Taypá
QI 17, Comercial, Bloco G, lojas 208/210 – Fashion Park – Lago Sul
Fone: 61 3248.0403 / 3364.0403
Horário de funcionamento: De segunda à sexta para almoço (das 12hs às 15hs) e jantar
(de 19hs a 00h). Aos sábados: almoço (das 12hs às 16hs) e jantar (das 19hs à 01h). Domingos: para almoço a partir das 12hs. Fechado par jantar.
Aceita cartões: Visa/Mastercard /Amex
Tem wi-fi e acessibilidade para deficientes

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017