• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Gastrô »

Sabores do Sul chegam a Brasília

Toro abre suas portas, na capital federal, e oferece o que há de melhor da tradição gastronômica do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:29/01/2014 15:01Atualização:29/01/2014 15:16

 (Divulgação)
A capital federal ganhou, nesta segunda-feira, mais uma casa gastronômica, o Toro (104 sul). O restaurante, especializado em parrilla, é a realização de um sonho do restauranter Fábio Gregol, natural de Porto Alegre, e iguarias da culinária do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai.

Fábio, que é formado em administração hoteleira com especialização em alimentos e bebidas, carrega um histórico familiar de peso: entre empreendimentos de seu avô e de seu pai, conta com mais de 75 anos de história na área de gastronomia. Sucesso na cena gastronômica.

No comando das caçarolas está o chef Alexandro Panta, braço direito de Fábio há 13 anos, que promete agradar vários paladares. O restaurante além de servir ancho, chorizo, picanha, asado de tira, vacio (fraldinha), costela larga também oferece uma bela carne de sol com mandioca, prestigiando a tradição nordestina brasileira.

O cardápio é composto por saladas, entradas, pratos exclusivos, carnes, peixes, risotos, massas e sobremesas. O destaque vai para as receitas de criação própria como o Lombinho Porto Alegre, lombo de porco marinado, selado na parrilla e envolto em crosta de parmesão (300g R$51 – 600g R$71); a Tilápia Candanga, filés de tilápia frescas, produzidas aqui no Distrito Federal, grelhadas na parrilla (900g R$37) e o Anita Garibaldi, tortelli recheado com abóbora e queijo gorgonzola (R$42).

São oferecidas, também, cerca de 15 opções de acompanhamentos, entre elas quatro tipos diferentes de arroz e as famosas Papas Toro (P R$13 – M R$16 – G R$21). As homenagens a esta região tão querida do país não param por aí, o Toro também traz a autêntica Maionese de batatas (P R$10 – M R$16 – G R$27) e uma deliciosa Ensalada
Radicchio com bacon, folhas de radicchio com cubinhos de bacon e cebola caramelizada (M R$17,50 e G R$23,50).


Os comensais poderão saborear, ainda, o Chivito, uma iguaria uruguaia, o naco de carne de churrasco servida no pão fechado, como sanduíche (R$21). Segundo Gregol, o sanduíche em questão faz parte de sua memória gustativa, assim como o Lombinho com queijo (300g R$51 – 600g R$71) que não poderiam ficar fora do cardápio.

Os pequenos também têm vez na casa, o restaurante oferece um cardápio exclusivo com versões reduzidas e preços especiais dos pratos carro-chefe, além de um espaço exclusivo para recreação. Com capacidade para até 250 clientes, a casa oferece um ambiente charmoso, assinado pelas arquitetas Monica Pinto e Isabel Veiga, que optaram por usar tijolinhos, cimento e madeira numa ambientação descrita como rústica chique. O Toro abre tanto no almoço como jantar e, em breve, contará com um espaço exclusivo voltado para reuniões e eventos privados no andar superior.

Restaurante Toro
Endereço: CLS 104 Bloco C loja 29 – Asa Sul
Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira das 12h às 15h e das 19h a 0h, sexta-feira e sábado das 12h às 16h e 19h a 0h e domingo das 12h às 17

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017