..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Comportamento | Meditação »

A chave da felicidade

A Ascensão dos Ishayas, técnica meditativa de fácil aprendizado e execução, promete trazer alegria, bem-estar e reduzir o estresse. Os benefícios, segundo praticantes, aparecem rapidamente

Guilherme Marques - Redação Publicação:12/08/2014 09:00Atualização:10/12/2014 12:09

Daiane Caprine se sentia insatisfeita com a vida antes de começar a ascender: 'Sentia um vazio, que me faltava alguma coisa. Hoje estou completa', conta a professora, que há quatro anos pratica as técnicas (Vinícius Santa Rosa/Encontro/DA Press)
Daiane Caprine se sentia insatisfeita com a vida antes de começar a ascender: "Sentia um vazio, que me faltava alguma coisa. Hoje estou completa", conta a professora, que há quatro anos pratica as técnicas
"Qual é o seu maior desejo?". Silêncio na sala. Todos refletem por alguns segundos sobre a resposta. Uma moça é a primeira a responder: paz. Um adolescente hesita, mas logo se decide: felicidade. Uma monja completamente vestida de branco, de semblante incrivelmente sereno, anota todas as repostas em um quadro.  As cerca de dez pessoas presentes no curso de Ascensão dos Ishayas – uma técnica meditativa que ganha cada vez mais praticantes na capital – deram respostas diferentes no vocábulo, mas muito parecidas no significado: elas queriam se sentir bem consigo mesmas.

 

A busca pela sensação plena de felicidade, satisfação e tranquilidade é um desafio para muitas pessoas e pode ser extremamente difícil em meio aos estresses da vida cotidiana. No entanto, todos já vivemos estas sensações em graus muito mais elevados em uma fase importante da vida – a infância. O que nos traz uma maravilhosa notícia: temos essa capacidade naturalmente presente em nós.

 

A monja Anandamaya Ishaya afirma que a Ascensão pode ser praticada de olhos abertos ou fechados em qualquer posição e ambiente (Vinícius Santa Rosa/Encontro/DA Press)
A monja Anandamaya Ishaya afirma
que a Ascensão pode ser praticada de
olhos abertos ou fechados em qualquer
posição e ambiente
Mas, afinal de contas, como resgatar essas experiências de nossa mente? A Ascensão dos Ishayas não é uma religião, tampouco uma filosofia, mas promete retomar de forma gentil estados transcendentais de consciência e trazer calma, felicidade, completude, entre muitos outros benefícios. O segredo é simples: praticar regularmente as técnicas conhecidas como Atitudes de Ascensão exercícios de meditação muito antigos trazidos ao ocidente em 1991 por Maharishi Sadashiva Isham, americano que aprendeu os métodos com Monges Ishayas durante uma viagem às montanhas do Himalaia.

A professora Daiane Caprine pratica as técnicas de Ascensão há quatro anos. Ela conta que já havia experimentado outros métodos meditativos anteriormente, mas não se sentia satisfeita: "Eu sempre tive uma busca, mas por algo que não sabia exatamente o que era. Sentia um vazio, que me faltava alguma coisa. Depois que comecei a ascender, esse vazio foi preenchido e hoje me sinto completa", diz. O maior benefício adquirido pelas técnicas, porém, foi o fim de uma forte e insistente enxaqueca: "Era terrível, passava vários dias dormindo e acordando com dor". Hoje, o incômodo não existe mais.

 

Anandamaya Ishaya, psicóloga e instrutora de Ascensão, conta que a prática melhora as saúdes física e emocional, traz sensação de paz e satisfação, diminui o estresse, amplia o poder da mente e aumenta a capacidade de viver de forma plena o momento presente: "A vida se torna mais fácil, experimentando o aqui e agora, ao invés de lamentar o passado ou preocupar-se com o futuro", afirma. A mestra Ishaya diz que as técnicas podem ser realizadas de olhos abertos ou fechados, em qualquer postura, ambiente e não requerem crenças, músicas e nem dietas específicas. "Por sua simplicidade, a Ascensão pode ser praticada por qualquer pessoa, até mesmo crianças", diz. 

 

'A natureza da mente é pensar e as Atitudes de Ascensão são um pensa-mento', diz a monja Gomati Ishaya (Vinícius Santa Rosa/Encontro/DA Press)
"A natureza da mente é pensar e as
Atitudes de Ascensão são um pensa-
mento", diz a monja Gomati Ishaya


Não é difícil entender por que a Ascensão é tão simples de ser aprendida e executada. Diferentemente de outros métodos de meditação, nas técnicas Ishayas não é necessário evitar os pensamentos. Muito pelo contrário. "A natureza da mente é pensar e as Atitudes de Ascensão são pensamentos", diz Gomati Ishaya, artista plástica e instrutora de Ascensão. É exatamente por isso que a prática pode ser realizada de olhos abertos ou fechados. No entanto, os efeitos de cada uma são diferentes, mas igualmente importantes: "Ascender de olhos fechados limpa a mente e gera profundo descanso. Já de olhos abertos, traz clareza e foco para as atividades cotidianas", conta a mestra.
Ela diz que os pensamentos de Ascensão atuam gerando coerência entre as ondas cerebrais, levando a atenção da mente para "dentro", mas declara que não pode dar informações mais detalhadas sobre as técnicas e seu funcionamento por conta da condição de confidencialidade existente na tradição Ishaya. Apenas os mestres podem ensinar os métodos, e somente durante os cursos.

 

Após ter ficado surpresa com várias mudanças positivas na personalidade de uma amiga que havia aprendido as técnicas, a servidora pública Maira Blanes decidiu fazer o curso de Ascensão: "Ela me parecia outra pessoa. A mudança dela foi maior que qualquer depoimento que li", conta. Maira vem praticando os ensinamentos dos Ishayas há apenas duas semanas e já relata benefícios: "Estou me sentindo mais presente no momento e me preocupando menos com o futuro. Eu costumava ser uma pessoa muito ansiosa e, isso está mudando", diz.

 

Marcus Martins também aprendeu as técnicas há poucas semanas e já sente as melhorias. O advogado conta que tem experimentado um sentimento de calma no dia a dia: "Estou me sentindo mais tranquilo com a vida". Ele já havia tentado praticar outros métodos de meditação no passado, mas tinha dificuldade em conseguir realizá-los. "Tenho buscado uma existência mais harmônica e calma. É uma questão interna, de aceitar as coisas e ter menos estresse", diz. Felizmente, Marcus tem conseguido realizar com sucesso as técnicas ensinadas pelos Ishayas: "Para mim é um momento de quietude, em que fujo da rotina e posso ter um pouco mais de clareza dos meus sentimentos e processos de vida".

 

 (Foto: Vinícius Santa Rosa / Arte: Guilherme Marques)

 

O curso

Quem quiser aprender os métodos precisa fazer o curso de Ascensão dos Ishayas, que tem formato de final de semana e aproximadamente 20 horas de duração. Durante este curso, são abordados conteúdos como mecânica da Ascensão, estados de consciência e ensinadas quatro técnicas: as Atitudes de Louvor, Amor, Gratidão e Compaixão. Os mestres Ishayas também oferecem palestras gratuitas que introduzem os conceitos e fundamentos da Ascensão para os interessados em fazer o curso.

 

Para acompanhar as datas de realização dos cursos e palestras, clique aqui.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017