..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Meteorologia »

Estado de atenção devido à baixa umidade do ar continua no DF

Defesa Civil alerta para os baixos índices e recomenda que população se hidrate e evite queimadas

Agência Brasília - Redação Publicação:18/08/2014 09:00Atualização:18/08/2014 09:37
Estado de alerta se dá pela baixa umidade relativa  do ar, em torno de 30% (Acacio Pinheiro/Agência Brasilia)
Estado de alerta se dá pela baixa umidade relativa
do ar, em torno de 30%
A seca continua dominando o clima da capital do país. Durante o dia, as temperaturas seguem em alta e à noite os termômetros esfriam, mas nada de amenizar o clima seco. A umidade relativa do ar segue com índices próximos aos 30%, o que deixa o DF em estado de atenção.
 
A Defesa Civil alerta a população para evitar a exposição ao sol nos horários mais quentes (entre 10h e 16h) e se hidrate consumindo líquidos que não sejam bebidas alcoólicas. O álcool retém água do corpo humano. É importante, também, que as pessoas consumam comidas leves e procurem ajuda médica caso sintam desconfortos, como diarreia e sangramentos no nariz.

"A exceção (da exposição ao sol) é válida para quem trabalha sob o sol. Essas pessoas, como garis, carteiros e profissionais da construção civil, devem se proteger para não sofrerem danos na pele e desidratação", orientou o coronel Luiz Carlos Ribeiro, da Defesa Civil.

Nas escolas é recomendado aos professores liberarem os alunos para beber água em intervalos de, no mínimo, 20 minutos.

QUEIMADAS - Ribeiro alerta, ainda, para os riscos de queimadas por conta das condições climáticas. "A baixa umidade, aliada às altas temperaturas durante o dia e baixas à noite, faz com que a vegetação resseque e crie condições propícias a causar incêndios. As pessoas devem ter cuidado ao descartar pontas de cigarro ou queimar lixo", destacou o representante da Defesa Civil.

Lembrando que quem provoca incêndios dessa natureza pode sofrer penalizações de acordo com a lei.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017