..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Enem 2014 »

Dad Squarisi dá dicas para a redação do Enem

A jornalista e escritora aponta os erros mais comuns cometidos pelos estudantes e diz como se dar bem em um dos quesitos que mais conta pontos no Exame Nacional do Ensino Médio

Marcelo Fraga - Publicação:05/11/2014 13:52Atualização:05/11/2014 14:01

De acordo com a especialista, demonstrar conhecimento e domínio da língua portuguesa é essencial para a redação do Enem (Ed Alves/CB/DA Press)
De acordo com a especialista, demonstrar conhecimento e domínio da língua portuguesa é essencial para a redação do Enem
Apontada como um "divisor de águas" no conjunto de provas do Enem, a temida redação é mesmo fundamental para quem quer alcançar uma boa pontuação no exame, afinal, ela vale mil pontos. Por isso, a jornalista e escritora – e também linguista – Dad Squarisi recomenda muita calma na hora de se escrever a redação: "Não se pode dar vez ao nervosismo. É respirar fundo e se concentrar"

 

Segundo ela, alguns erros são muito comuns na hora de produzir o texto, e são exatamente essas falhas que tiram muitos pontos, impedindo o aluno de obter uma boa nota. "Cada critério de avaliação da banca examinadora conta 200 pontos, ou seja, se houver um erro grave, a chance de recuperação é pequena", analisa Dad Squarisi. A escritora lembra que a fuga do tema proposto é o deslize mais cometido, seguido por falhas de coesão (conexão entre as ideias) e de desenvolvimento do texto.

Para reduzir a chance de erros, a especialista conta que a dica principal é escrever frases curtas e na ordem direta. Outro ponto importante, segundo Dad, é variar no uso das palavras, demonstrando um bom vocabulário. Com relação à preparação, a escritora recomenda muito treino: "Redação é habilidade. Só escreve um texto nota mil quando se treina muito, e sempre. A ordem é treinar".

Confira as dicas de Dad Squarisi para a redação do Enem:

Critérios (200 pontos cada)

-Domínio da língua: escreva na norma culta. Grafe as palavras como manda o dicionário. Nada de brincadeirinhas que a gente faz na internet. Respeite a concordância, a regência, o emprego e a colocação de pronomes

-Compreensão do tema: entenda a ordem. Se o enunciado pedir "as causas da obesidade infantil", fale sobre as causas (alimentação inadequada, sedentarismo, falta de esporte). Não enrole. Rondar o tema sem chegar ao núcleo pode anular a prova. Se você, por exemplo, falar sobre os riscos da obesidade para a saúde, fugirá do tema. Adeus!

-Seleção e organização dos argumentos: o Enem exige dissertação. Quem disserta defende um ponto de vista. Busque ideias, citações, exemplos pra sustentar sua tese. Não bobeie. Se você apresentar carta, poema, conto ou crônica, já era. É zero na certa

-Coesão: palavras, orações, períodos, parágrafos não ficam soltos no texto. Uns conversam com os outros. A língua oferece recursos pra ligá-los. São preposições, conjunções, pronomes, partículas de transição que fazem o texto parecer uma equipe, não um monte de jogadores soltos, na bobeira
-
Proposta de solução: o texto deve ser escrito em 3ª pessoa. Não dê a vez ao pronome eu. E, no final, proponha uma intervenção social pra resolver o problema. Seja abrangente. Convoque o governo, a família, a igreja, ONG's, para atingir o objetivo.

 


Dad Squarisi: 'Só escreve um texto nota mil quando se treina muito' (Raimudno Sampaio/Encontro/DA Press)
Dad Squarisi: "Só escreve um texto nota mil
quando se treina muito"
Planejamento do texto


Você vai escrever um texto de 30 linhas, não um verbete de enciclopédia. O primeiro passo é traçar um caminho. Um só. O desafio: especificar a ideia que tem na mente. Vamos lá? Siga este plano. Leia o tema três vezes. Entenda-o. Planeje o texto. Eis o passo a passo:

-Tema: assunto geral da redação. Responde à pergunta "o quê?"

-Delimitação do tema: aspecto do tema que vai ser tratado. É o "quê" do quê

-Objetivo: o que você quer com seu texto? Comece sempre com um verbo no infinitivo: expor, sugerir, apontar, denunciar, demonstrar, criticar

-Ideias do desenvolvimento: argumentos, exemplos, comparações, confrontos e tudo que ajuda na sustentação do ponto de vista que você quer apresentar ao leitor

Eis um exemplo:


1.Tema: acidentes no trânsito
2.Delimitação do tema: responsabilidade pelos acidentes de trânsito
3.Objetivo: demonstrar que irresponsáveis não podem pegar o volante
4.Ideias do desenvolvimento: falhas humanas respondem por 95% dos acidentes de trânsito, estatísticas sobre as mortes no asfalto, lei seca, fiscalização do cumprimento da lei


Com o plano feito, redija. Comece pelo começo. Escolha uma frase bem atraente. Pode ser uma declaração, uma citação, uma pergunta, um verso, a letra de uma música. Depois desenvolva a tese. Cada ideia num parágrafo. Por fim, conclua. Lembre-se do fecho sedutor.

Seja natural. Imagine que o leitor esteja à sua frente ou ao telefone, conversando com você. Fique à vontade. Espaceje suas frases com pausas. Sempre que couber, introduza uma pergunta direta. Confira a seu texto um toque humano. Você está escrevendo para pessoas – gente igualzinha a você.

 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017