..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bem-estar »

Será que a cranberry realmente ajuda as vias urinárias?

Apesar de não ser comum em nosso país, a fruta de sabor amargo tem conquistado cada vez mais adeptos em busca de prevenção ou tratamento de problemas urinários

Da redação - Redação Publicação:04/03/2015 12:21Atualização:04/03/2015 15:35
Também conhecida como oxicoco, a cranberry ajuda a inibir a instalação de bactérias em mucosas, o que pode prevenir problemas urinários (Pixabay)
Também conhecida como oxicoco, a cranberry ajuda a inibir a instalação de bactérias em mucosas, o que pode prevenir problemas urinários
Encontrada em regiões de clima frio como Estados Unidos e países europeus, a fruta cranberry tem se tornado cada vez mais popular. No Brasil, ela também é chamada de oxicoco, e pela dificuldade em se adaptar ao clima tropical, não faz parte da mesa dos brasileiros. Mas, como a cranberry vem sendo produzida em grande quantidade no Chile, houve um aumento na importação da fruta em forma de suco, pó ou mesmo em cápsulas. A busca por esse produto cresceu ainda mais quando foi associado a possíveis benefícios para as vias urinárias, especialmente para as mulheres.

O sucesso dessa frutinha – que parece com a groselha mas tem sabor mais amargo – se dá por seus nutrientes, que geram diversos benefícios ao organismo, entre eles, o controle de infecção e de incontinência urinárias. Além disso, devido ao seu alto teor de antioxidantes, também tem sido indicada para diabéticos do tipo 2 e para pessoas que com doenças cardiovasculares. Algumas pessoas ainda utilizam a cranberry para auxiliar no controle do fluxo da urina, para processos de cicatrização e até no combate a germes.

Segundo a nutricionista Paula Zauli, está comprovado por meios de estudos científicos que as proantocianidinas (tipo de flavonoide), também presentes na uva, fazem com que bactérias não grudem nas mucosas. "Elas permitem, assim, a prevenção da cândida e da infecção urinária, por exemplo", diz a especialista.

A nutricionista lembra que a fruta é rica em vitaminas C e E, o que a torna ainda mais especial para quem segue dietas, já que esses dois nutrientes possuem ação antioxidante.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017