..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

CIDADES »

Abertas as inscrições para o FAC 2015

Os projetos culturais interessados em participar da seleção deste ano têm até 4 de outubro para se cadastrar no primeiro bloco, que contemplará cerca de 370 projetos em dez áreas

Da redação com Agência Brasília - Publicação:20/08/2015 15:31Atualização:20/08/2015 16:35
 (www.cultura.gov.br/Reprodução)

A espera pelo novo edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) de Brasília terminou. Na manhã desta quinta-feira (20), o edital, que contemplará cerca de 370 projetos e distribuirá R$ 33.670.000 para projetos culturais, foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal. Os interessados devem reunir toda a documentação exigida e enviá-la das 00 horas de amanhã (21) até as 23h59 de 4 de outubro, por meio de sistema eletrônico. O endereço para acesso estará disponível no site da Secretaria de Cultura.

 

Neste ano, a sociedade pôde contribuir na elaboração do documento final via consultas públicas ao vivo — como na série de encontros Diálogos Culturais — e pela internet, em uma página criada especialmente para essa finalidade. “Passado o processo, construímos uma proposta de edital, apresentamos ao público e abrimos novamente para sugestões”, explica Thiago Rocha Leandro, subsecretário de Fomento e Incentivo Cultural, da Secretaria de Cultura. “Vamos manter a participação pública como ponto principal na elaboração de novos editais”, assegura Leandro.

 

De acordo com o subsecretário, a maioria das sugestões foi acatada. Aquelas que não puderam ser aproveitadas eram inviáveis por questões orçamentárias ou por demandarem alterações na lei. “Recolhemos as demandas e levamos ao colegiado do Conselho de Cultura, que fechou o projeto final.”

 

O valor do primeiro bloco de investimentos será dividido entre: artes plásticas, visuais e fotografia; artesanato; cultura popular e manifestações tradicionais; dança; design e moda; literatura, livros e leitura; manifestações circenses; música; ópera e musicais; patrimônio histórico e artístico material e imaterial. O edital abrange também propostas que mesclem duas ou mais categorias, desde que o proponente informe qual a linguagem predominante.

 

O segundo bloco distribuirá cerca de R$ 20 milhões entre projetos audiovisuais e de ações que englobem políticas públicas e regionalização. O subsecretário estima que o próximo bloco seja lançado ainda durante as inscrições do inicial.

Para concorrer ao benefício financeiro oferecido pelo fundo, é preciso ter cadastro de ente e agente cultural (Ceac), morar em Brasília há pelo menos dois anos e comprovar atividade artística ou cultural por meio de portfólio.

 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017