..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bem-estar »

Que tal reduzir os efeitos da TPM por meio da alimentação?

Especialista mostra quais são os nutrientes recomendados para as mulheres que sofrem os efeitos do período pré-menstrual

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:19/10/2015 14:39Atualização:19/10/2015 14:46
A linhaça é rica em ômega-3 e assim como peixes e chia, ajuda a combater as cólicas e as enxaquecas comuns em algumas mulheres durante na TPM (Pixabay)
A linhaça é rica em ômega-3 e assim como peixes e chia, ajuda a combater as cólicas e as enxaquecas comuns em algumas mulheres durante na TPM
O período da tensão pré-menstrual, mais conhecido como TPM, não é muito agradável para a maioria das mulheres. Alteração de humor, aumento de apetite por doces, cólicas e inchaço são alguns dos sintomas comuns nessa época. Mas, nem todas sabem que a alimentação pode ser uma grande aliada para amenizar esses indesejados efeitos.

Segundo a nutricionista Débora Soares, para ajudar a diminuir as cólicas menstruais e possíveis enxaquecas, o melhor é dar preferênca a alimentos ricos em vitaminas do complexo B, como os grãos integrais, que também possuem magnésio.  Outra boa escolha são os peixes, como sardinha e salmão, e as sementes, como linhaça e chia, que são ricos em ômega-3. "Esses alimentos são anti-inflamatórios, e, por isso, ajudam a prevenir os desconfortos causados na TPM", diz a especialista.

As dores nas mamas, comuns nesse período, podem ser amenizadas por meio de alimentos que possuam vitamina E, como as sementes e as frutas secas.

Débora explica que o aumento do desejo de comer doces nessa época tem relação com a redução dos níveis do hormônio serotonina no organismo, responsável pela sensação de bem-estar e prazer.  "Quanto menor os níveis desse hormônio no cérebro, maior a vontade de comer doces", completa.

Para driblar a vontade por doces, a nutricionista sugere que seja feito o fracionamento da alimentação e adquirir o hábito de comer, a cada três horas, alimentos com fibras e gorduras boas.

A especialista também aconselha escolher produtos mais benéficos quando se trata de saciar a vontade de comer doce: "Doces com alto teor de cacau fornecem antioxidantes. O cacau também ajuda a aumentar o prazer, por elevar o nível de endorfina". Outra boa escolha, segundo Débora Soares, são os doces à base de frutas ou oleaginosas, como castanha-do-pará e nozes.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017