..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Bem-estar »

Aparelho de 5 cm promete acabar com o ronco e a apneia

Ainda em fase de protótipo, o Airing quer substituir as incômodas máscaras de oxigênio

João Paulo Martins - Redação Publicação:11/11/2015 16:14Atualização:11/11/2015 16:18
Sem atrapalhar o sono, o pequeno Airing promete acabar com o ronco e a apneia de forma silenciosa, funcionando por até 8 horas (Airing/Divulgação)
Sem atrapalhar o sono, o pequeno Airing promete acabar com o ronco e a apneia de forma silenciosa, funcionando por até 8 horas
Muitas pessoas sofrem com distúrbios respiratórios durante o sono, como o ronco e a apneia (interrupção da passagem de ar), que podem causar sérios problemas, incluindo hipertensão, AVC e até morte súbita. Uma das formas de evitá-los é usar máscaras de oxigênio durante a noite, ao dormir. O problema é que são equipamentos incômodos e barulhentos. Porém, isso pode mudar, graças ao poduto que está sendo desenvoldido por uma empresa americana: o Airing, com apenas 5x3 cm e pesando 25 gr, é um aparelho que promete auxliar na respiração durante o sono, substituindo o uso da máscara.

Com dois potentes microventiladores, o pequeno aparelho pretende acabar com a apneia e o ronco, de forma discreta e silenciosa – ajudando ainda a manter a umidade do ar. Ainda em fase de protótipo, o Airing foi pensado por uma startup com sede no estado de Massachusetts (EUA), e está em fase de captação de recursos no site de crowfunding (financiamento popular) Indiegogo. Até agora, já foram arrecadados mais de US$ 1,1 milhão (cerca de R$ 4,29 milhões).
Com apenas 5 cm de comprimento e 25 gr de peso, o Airing tem microventiladores com a mesma potência das máscaras de oxigênio (Airing/Divulgação)
Com apenas 5 cm de comprimento e 25 gr de peso, o Airing tem microventiladores com a mesma potência das máscaras de oxigênio

"Nós adoramos a ideia de envolver as pessoas direta e indiretamente impactadas pela apneia do sono no esforço comum de trazer ao mercado um produto revolucionário. Nós sabemos o que devemos fazer, e precisamos do suporte das pessoas para fazer isso", informa o site do produto no Indiegogo.

Segundo a empresa, o Airing pode funcionar por até 8 horas, graças à bateria interna, e, ao contrário das máscaras de oxigênio, não demanda limpeza e nem manutenção, por ser descartado após cada uso. Em princípio, ele deve custar cerca de US$ 3 ( ou R$ 11,70), mas, com a aquisição do serviço contínuo, o preço da unidade deve cair para US$ 0,60 ( R$ 2,34). Como está na fase inicial do projeto, ainda não existe informação sobre distribuição para outros países, incluindo o Brasil.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017