..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Boné e gel podem causar queda de cabelo?

Especialistas comentam esses mitos, e também o que diz que que raspar a cabeça pode deixar os fios mais grossos

Vinícius Andrade - Redação Publicação:08/04/2016 09:47
Especialistas esclarecem, de uma vez por todas: o uso de boné não causa queda de cabelo (Pixabay)
Especialistas esclarecem, de uma vez por todas: o uso de boné não causa queda de cabelo
O uso de boné pode levar à calvície? Gel faz mal para o cabelo? E raspar a cabeça, deixa os fios mais grossos? Você já deve ter ouvido boatos desse tipo e até mesmo encarado como verdade. Mas, não se engane. Segundo especialistas consultados pela Encontro, as alegações não passam de mitos e são desprovidas de embasamentos científicos.

A relação entre boné e queda de cabelo não faz nenhum sentido, de acordo com o dermatologista Marcelo Grossi. No entanto, ele alerta para outra prática bem comum: tracionar os fios. "Prender o cabelo com muita força, para trás, ou usar uma tiara extremamente apertada, pode levar à queda de fios", destaca o médico.
 
 
Conforme Ana Cláudia Soares, da Sociedade Brasileira de Dermatologia de Minas Gerais, o boné não causa nenhum problema, a não ser o fato de aumentar a transpiração no ouro cabeludo e deixar o cabelo mais oleoso. Os especialistas também foram unânimes em dizer que o gel não causa prejuízo algum.

Outro mito é a teoria de que os cabelos crescem mais grossos depois que são raspados. De acordo com os dermatologistas, é pura ilusão de ótica. Segundo Marcelo Grossi, os fios começam a despontar na posição oblíqua, o que dá a impressão de que eles estão mais ásperos.

Ana Cláudia lembra que em os homens costumam raspar a cabeça quando são aprovados no vestibular, o que geralmente ocorre numa época de constantes mudanças na estrutura do cabelo, por conta de estímulo hormonal da idade. "Então, coincide dos fios nascerem mais grossos, e as pessoas fazerem essa confusão", afirma a especialista.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017