..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ilusão de ótica para o Twitter

Dois pedaços de trilhos de madeira parecem diferentes, mas são iguais

João Paulo Martins - Redação Publicação:18/04/2016 09:13Atualização:18/04/2016 09:16
Quando o professor da Faculdade de Jornalismo da BBC Academy, de Londres, Marc Blank-Settle, publicou um pequeno vídeo em sua conta no Twitter, não podia imaginar a repercussão que as imagens gerariam. Ele achou curioso que dois pedaços de trilhos de um trem de brinquedo, apesar de serem iguais, quando colocados lado a lado, ficam com tamanhos diferentes. O vídeo dessa ilusão de ótica alcançou quase 3,6 mil compartilhamentos e mais de 3,6 mil curtidas na rede social.

"Os trilhos de trem de meu filho estão me deixando louco. O que está acontecendo?", diz Blank-Settle no texto que acompanha as imagens polêmicas, publicadas no dia 6 de abril no Twitter.
 
Ilusão criada por trilhos de um trem de brinquedo parou o Twitter. Apesar de terem o mesmo tamanho (detalhe), uma peça fica maior que a outra ao serem colocadas lado a lado (Twitter/MarcSettle/Reprodução)
Ilusão criada por trilhos de um trem de brinquedo parou o Twitter. Apesar de terem o mesmo tamanho (detalhe), uma peça fica maior que a outra ao serem colocadas lado a lado
 
Muitos internautas se mostraram assustados com o fato. Outros, porém, logo perceberam que se trata de um efeito já conhecido, e que é chamado de Ilusão de Jastrow – o nome é uma homenagem ao psicólogo polonês naturalizado americano Joseph Jastrow, que descobriu esse fenômeno em 1889.

A ilusão acontece quando um objeto curvilíneo é colocado logo abaixo de outro, do mesmo tamanho. Essa posição confunde nosso cérebro, que associa a curvatura menor da peça de cima com a curvatura maior da peça de baixo, fazendo com que uma pareça ser maior que a outra.

Os trilhos filmados por Marc Blank-Settle criaram essa ilusão, e a comprovação de que são do mesmo tamanho se dá quando ele coloca uma peça sobre a outra.
 
 
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017