..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estudo italiano comprova benefício do trabalho dos doutores da alegria

A ideia de humanizar o tratamento do paciente surgiu com o americano 'Patch' Adams

Da redação com Portal EBC - Redação Publicação:07/06/2016 10:31

Mais que diversão e entretenimento, a presença dos doutores da alegria em hospitais e centros de emergência faz uma grande diferença no tratamento de pacientes. Assim foi comprovado em uma pesquisa feita pelo hospital infantil IRCCS Burlo Garofolo, na cidade de Trieste, na Itália.

O estudo selecionou 40 crianças e as dividiu em dois grupos: o primeiro recebeu o tratamento burocrático e processual normalmente aplicado num hospital tradicional; o segundo teve contato com voluntários que visitaram os centros hospitalares vestidos de palhaço.
Os doutores da alegria ajudam a humanizar o atendimento médico em diversas partes do mundo, e o resultado do trabalho deles foi comprovado por um estudo italiano (Divulgação/D.A Press)
Os doutores da alegria ajudam a humanizar o atendimento médico em diversas partes do mundo, e o resultado do trabalho deles foi comprovado por um estudo italiano

Os resultados do estudo confirmaram que, embora a dor das crianças permanecesse igual, a ansiedade antes e durante a realização de algum tratamento ou procedimento médico diminuiu significativamente entre as crianças que receberam visitas dos doutores da alegria.

"O trabalho desenvolvido pelos voluntários já é bem conhecido. Mas, nosso hospital, o Burlo, na sua missão de humanização do tratamento, escuta as necessidades desses pequenos pacientes e de suas famílias. Por isso, decidimos explorar este tema com rigor técnico e científico, de modo que experiências semelhantes possam receber mais atenção", diz a nota divulgada pelo instituto italiano.

Os doutores da alegria foram criados a partir da ideia do médico americano Hunter Doherty "Patch" Adams, que fundou o Instituto Gesundheit, em 1972, na zona rural do estado de Virgínia Ocidental (EUA), e que surgiu com o intuito de prover tratamento mais humanitário e intimista aos pacientes, como opção para os procedimentos hospitalares tradicionais. O americano criou um grupo de doutores que se vestem de palhaços e ajudam populações carentes em instituições médicas no mundo todo. Essa forma de atendimento humanitário logo foi seguido por outros profissionais, inclusive no Brasil.
O médico americano Patch Adams foi o criador do método que humaniza o tratamento do paciente, deixando de lado a 'frieza' tradicional de hospitais e consultórios (Craig Y. Fujii/Wikimedia/Reprodução)
O médico americano Patch Adams foi o criador do método que humaniza o tratamento do paciente, deixando de lado a "frieza" tradicional de hospitais e consultórios

Para quem quiser conhecer um pouco da história do "doutor da alegria", pode assistir ao filme Patch Adams – O Amor É Contagioso, estrelado pelo saudoso Robin Williams. Veja, abaixo, o trailer do longa, que estreou nos cinemas em 1998:

 
 
(com Agência Ansa e Portal EBC)
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017