..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Por lei, escolas do Distrito Federal terão que oferecer cadeiras para canhotos

Historicamente, canhotos são alvos de bullying, preconceitos e castigos

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:21/07/2016 11:51
O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, sancionou em 13 de julho uma lei que determina que as escolas públicas e particulares disponibilizem cadeiras adequadas para alunos canhotos. A autora do projeto é a deputada distrital Luzia de Paula (PSB). De acordo com a lei, é necessário que os pais informem no ato da matrícula sobre a condição da criança ou adolescente para que as escolas disponibilizem as cadeiras necessárias.
 (Internet/Reprodução)

Ao longo da história, ser canhoto nunca foi uma tarefa muito fácil. Pessoas que utilizam a mão esquerda ou foram castigados, ou sofreram algum tipo de preconceito, ou tiveram que aprender a usar a mão direita. Por ter dificuldades em se adaptar a alguns instrumentos criados, na sua maioria, para destros - como tesouras e abridores de latas, por exemplo - os canhotos encontram problemas para desenvolver algumas atividades. 

Segundo o psicólogo Gabriel Zeini, especialista em psicologia infantil, ser canhoto pode influenciar o início do bullying. "É uma combinação perfeita, por estar diretamente associada a comportamentos atípicos que estejam fora do padrão predominante. Hoje em dia as imposições culturais para que as crianças usem a mão direita (destra) são menores, e é preciso respeitar e incentivar o uso das habilidades cerebrais e motoras da criança quando ela é canhota. É um mito associar isso a uma disfunção ou deficiência", explica.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017