..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

A palma de sua mão fica branca em contato com o frio?

Especialista esclarece esse fenômeno, que é comum e pode até representar um problema mais grave

Vinícius Andrade - Redação Publicação:20/10/2016 14:12
Quando a palma da mão muda de cor devido ao frio, podendo ficar esbranquiçada ou azulada, trata-se do fenômeno de Raynaud (Felix Russell-Saw/Stocksnap)
Quando a palma da mão muda de cor devido ao frio, podendo ficar esbranquiçada ou azulada, trata-se do fenômeno de Raynaud
Os dedos das suas mãos ou de seus pés costumam ficar brancos e até mesmo azulados, principalmente quando as temperaturas estão muito baixas? Esse é um sintoma comum do fenômeno Raynaud, uma condição causada pelo estreitamento dos vasos sanguíneos, que resulta na redução do fluxo sanguíneo para a pele. O nome se deve ao médico francês Maurice Raynaud, o primeiro a descrever o problema.

O fenômeno também pode ser classificado como uma síndrome. Neste caso, trata-se de uma doença rara, que não tem uma causa esclarecida. Quando o problema é desencadeado pelo frio ou fortes emoções, é classificado apenas como fenômeno e é bem mais comum. "O fenômeno pode estar acompanhado de doenças reumáticas e autoimunes", explica o angiologista Bruno Naves.

Algumas situações comuns podem desencadear os sintomas do Raynaud, como segurar um copo de bebida gelada, pegar alguma comida no freezer, caminhar próximo aos alimentos congelados no supermercado, entre outras situações.

No Brasil, essa é uma condição menos comum por conta das elevadas temperaturas, mas, em países mais frios, como Dinamarca e Noruega, por exemplo, as pessoas chegam a sofrer lesões nos dedos, segundo o médico angiologista. "A pessoa pensa que vai perder a mão, mas depois volta ao normal. Não existe uma lesão na artéria, é apenas uma disfunção do sistema circulatório", esclarece Bruno.

Quem já passou por essa situação não precisa se desesperar, mas é importante procurar um médico para verificar se não existe alguma doença por trás do fenômeno. "O Raynaud é só a ponta do iceberg. Ele pode alertar para outros problemas, como reumatismo e lúpus. Por isso, é importante procurar um especialista", recomenda o médico.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017