..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Super Lua gigante como a de 14 de novembro não ocorre desde 1948

O fenômeno é chamado de perigeu e equivale à menor distância entre o satélite natural e a Terra

João Paulo Martins - Redação Publicação:08/11/2016 09:58
 (Hoang Duy Lê/Stocksnap)
Para quem gosta de astronomia, o dia 14 de novembro reserva um espetáculo magnífico no céu noturno: teremos a maior Super Lua de 2016. O satélite natural da Terra vai se encontrar no perigeu de sua órbita elíptica, ou seja, estará em sua menor distância em relação à Terra. O fenômeno oposto a esse, ou seja, quando a Lua está o mais distante possível de nosso planeta, é chamado de apogeu.

A Super Lua gigante não é algo raro de se ver, mas também não costuma acontecer rotineiramente. A última vez em que esse fenômeno foi visto foi em 1948. E o próximo só ocorrerá em 2034.
 
 (YouTube/ScienceAtNASA/Reprodução)
 
Segundo informações da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), quem estiver assistindo à Super Lua no dia 14 de novembro poderá perceber que nosso satélite natural parece estar 14% maior e com 30% a mais de brilho. Além disso, a Nasa revela que o melhor momento para se ver a totalidade da Lua gigante é quando ela está na altura da linha do horizonte.

Vale dizer que esta é segunda Super Lua de 2016 – a primeira ocorreu no dia 16 de outubro –, e o ano ainda reserva mais um espetáculo noturno, no dia 14 de dezembro.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017