..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

É saudável comer macarrão instantâneo?

Vídeo que mostra a difícil digestão do macarrão tipo lámen volta a fazer sucesso na internet

Vinícius Andrade - Redação Publicação:09/11/2016 12:40
Segundo nutricionista, o macarrão instantâneo nem pode ser considerado um alimento normal, já que é 100% industrializado (Divulgação e YouTube/jazzy smith/Reprodução)
Segundo nutricionista, o macarrão instantâneo nem pode ser considerado um alimento normal, já que é 100% industrializado
Quem nunca sentiu preguiça de preparar o almoço e acabou recorrendo ao macarrão instantâneo? Você já deve saber que essa não é uma boa escolha, mas um vídeo da digestão do lámen no estômago voltou a causar um impacto ainda maior. A publicação, que é de 2013, já teve mais de 9,6 milhões de visualizações no YouTube e ganhou novamente a atenção dos internautas.

O médico Braden Kuo, do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, usou uma câmera microscópica para registrar o que acontece dentro do estômago após comer um prato de macarrão instantâneo. Mesmo depois de duas horas, o alimento continua intacto no organismo. O pesquisador ainda comparou o processo digestivo de outros macarrões caseiros, o que evidencia os prejuízos do produto industrializado.

Para a nutricionista Angélica Melo, o lámen não pode ser classificado como comida. "Ele não tem nada relacionado à natureza. O macarrão instantâneo está relacionado a produto alimentício, porque é totalmente derivado da indústria", esclarece a especialista.

A nutricionista destaca que o alimento é frito, por isso a massa já é pré-cozida. "Além disso, a quantidade de sódio que tem naquele tempero ultrapassa muito a quantidade que a gente deve comer durante todo o dia", explica Angélica. Segundo ela, o macarrão instantâneo não deve fazer parte do nosso cardápio em hipótese alguma.

Para quem quiser saber mais, basta conferir o vídeo polêmico (em inglês):
 
 
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017