..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Endocrinologista alerta para o ganho de peso na temporada de festas juninas

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:29/06/2017 13:22

A temporada de São João em Brasília traz com ela uma avalanche de comidas típicas, deliciosas e também muito calóricas. Quitutes como pastel, cocada e cachorro-quente são alguns dos sucessos desse período e lideram a listas dos vilões dos arraiás. Mas como saber quais alimentos consumir sem sair da dieta e aproveitar ao máximo os festejos?

 

Segundo a endocrinologista Cristina Blankenburg, as comidas típicas que são eleitas como as ‘vilãs’ desse tipo de festa recebem esse título por serem alimentos muito calóricos. Algumas delas, além de ricas em gordura, também apresentam níveis altos de sódio, açúcar ou carboidrato, como salsicha e maçã do amor, ou carboidrato e açúcar, como é o caso dos deliciosos pastéis, canjicas e cachorros-quentes.

 

Esse tipo de alimento deve ser evitado para aqueles que seguirem uma dieta de baixa caloria, conforme indica a médica: “As pessoas que tem restrição alimentar devem consumir estes alimentos de forma reduzida. Excessos podem levar à obesidade, a alterações da glicose e hipertensão, principalmente em quem já tem pré-disposição para estas doenças”.

 (Zuleika deSouza/CB/DA Press)
 

Para Cristina, pessoas com diagnóstico e em tratamento para doenças como diabetes, hipertensão e dislipidemia - número elevado ou anormal de lipídios (gordura) no sangue - não deveriam consumi-los. “Os efeitos negativos desse consumo no organismo são a sobrecarga de glicose, de energia e de sal. Como em qualquer outro alimento, quando isto está presente, pode desencadear resistência insulínica e alteração de pressão arterial. Além, é claro, do ganho de peso, que potencializa estas mesmas alterações, ou seja, entramos num ciclo de vícios”, alerta a médica.

 

Nem tudo está perdido

O consumo de determinados alimentos é mais indicado por apresentarem pouca ou nenhuma adição de açúcar, proteína elevada ou baixo índice glicêmico. Derivados do milho, batata doce e o famoso churrasquinho - quando feito com carne magra - são ótimas opções. “Outros alimentos, se feitos com pouco açúcar, também entram no grupo dos carboidratos de baixo índice glicêmico, que exigem menos do organismo no que diz respeito à produção de insulina. Mas, mesmo assim, devem ser consumidos com moderação”, completa a endocrinologista.

 

O segredo para não exagerar nas festanças e ganhar alguns quilinhos indesejados é o seguinte: evite chegar com fome nos arraiás para não exagerar na quantidade; aproveite não apenas as comidas, mas curta também as atrações musicais, dançando forró, por exemplo – assim você já queima algumas calorias antes mesmo de acabar o festejo; planeje o que você realmente gosta de comer e sempre coma alguma proteína associada aos alimentos com carboidrato. Ter atenção à forma como os alimentos são preparados pode ajudar a controlar as calorias consumidas. No mais, divirta-se com o clima alegre, as brincadeiras e as famosas quadrilhas de São João.

 

Confira abaixo uma tabela dos piores e melhores alimentos nas festas de São João

 

PIORES ALIMENTOS DAS FESTAS JUNINAS

 

Quentão

Além do alto valor calórico devido ao álcool, o quentão pode prejudicar a saúde. Se consumido em excesso pode deixar uma pessoa embriagada e com problemas no fígado, como uma inflamação tóxica, também por causa do álcool.

 

Cocada

Além de rica em óleo devido aos triglicerídeos existentes no coco, a cocada leva muito açúcar e, por isso, pode gerar problemas como a de compensação da diabetes.

 

Pastel

Vilão já bem conhecido, tem excesso de gorduras saturadas e uma grande quantidade de carboidratos refinados. É uma ‘bomba calórica’ para quem deseja perder gordura corporal e uma ‘granada’ para quem tem problema com o excesso de açúcar no sangue.

 

Canjica

Se não levasse tanto açúcar, seja refinado ou mascavo, esta preparação seria ideal, pois tem grande quantidade de proteínas e exerce efeito na diminuição do apetite. Mas, como é adoçada, entra na lista dos alimentos menos recomendados.

 

Arroz doce

Como se não bastasse o refino do arroz, levando-o a ser um alimento que libera grandes quantidades de açúcar no sangue de uma só vez, este é um prato preparado com açúcar refinado. É determinantemente proibido para quem está no estado de pré-diabetes ou de diabetes.

 

MELHORES ALIMENTOS DAS FESTAS JUNINAS

 

Cuscuz

Feito de milho, esta preparação não precisa ser adoçada. É gostoso por natureza e rico em vitaminas do complexo B. Se vier com ovo, raspa de coco e leite, fica rico em proteína e melhora a velocidade com que a glicose entra no corpo.

 

Batata doce assada

Ideal para os diabéticos. Este alimento tem um baixo índice glicêmico, ou seja, uma baixa velocidade de entrada do açúcar no sangue. Gera uma saciedade prolongada e é o mocinho do dia da festa.

 

Milho Cozido

Rico em fibras. Possui efeito moderador no apetite e o carboidrato presente no grão tem vitaminas que ajudam a ativar o metabolismo. Tem valor calórico baixo se comparado com grande parte das preparações da festa junina.

 

Curau

É derivado do milho e leva leite, uma fonte de proteína. Combinação ideal para uma pequena refeição. Para quem precisa perder peso e não consegue resistir aos doces, vai bem como uma sobremesa, mas também deve ser consumido com moderação.

 

Bolo de Fubá

É uma excelente preparação. Leva ovo, leite e é rico em fibras. O carboidrato do bolo de fubá, por ser misturado a estes produtos, tem índice glicêmico melhorado. Cuidado com a adição de açúcar e com a quantidade ingerida. Coma uma ou duas fatias.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017