..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inverno: não esqueça da saúde dos pets

Especialista dá dicas para que os animais de estimação não sofram com o frio

Da redação com Assessorias - Redação Publicação:17/07/2017 12:34
Todo mundo sabe que o frio típico do Inverno traz diversos problemas de saúde. Porém, nem todos lembram que a estação mais gelada do ano faz com que cães e gatos também sofram com as baixas temperaturas. Com isso, é preciso ter atenção à saúde do pet.

De acordo com a médica veterinária Jueli Berger, da Esalpet, os animais que mais sentem frio durante o inverno são os cães com pelagem curta, entre eles, as raças pinscher, dachshund e chihuahua, e os cães que possuem pelos longos, mas que são tosados com lâmina baixa. "Como todos nós, os animais sofrem um pouco com o frio do Inverno. Quanto menos pelos ele tiver, maior é a chance de ter alguma dificuldade para enfrentar esta fase do ano. Por esse motivo, os donos devem ficar muito atentos para garantir a saúde dos animais", comenta a especialista.
Assim como os humanos, os cães e os gatos também podem sofrer com dos dias frios, típicos do Inverno  (Pixabay)
Assim como os humanos, os cães e os gatos também podem sofrer com dos dias frios, típicos do Inverno

Em relação aos cachorros, a veterinária esclarece que os principais problemas de saúde são relacionados às bronquites, à tosse canina (gripe canina) e, até mesmo, às graves pneumonias. Para deixar a saúde dos cães em dia, é fundamental, antes de tudo, que o dono certifique que o animal recebeu todas as vacinas necessárias. "Os cachorros precisam tomar, indispensavelmente, a vacina contra a gripe canina. Esse é o primeiro passo para um Inverno sem problemas. Já no caso dos gatos, a vacina essencial é a quádrupla felina", diz Jueli Berger. Além disso, a especialista aconselha que os animais estejam sempre muito bem aquecidos. "Nesta estação, os donos podem abusar de roupas adequadas de lã, soft ou plush; cobertores; edredons; e, até mesmo, aquecedores de ambiente para os dias de Inverno rigoroso", completa a médica veterinária.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017