..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

CIDADE »

GDF intensifica ações de combate à dengue

Índice de infestação predial sinaliza situação controlada, mas campanha de conscientização não pode parar

Agência Brasília - Redação Publicação:12/03/2019 16:12

Com o período chuvoso e a possibilidade do aumento da incidência do mosquito Aedes aegypti, o Governo do Distrito Federal está intensificando as ações preventivas de combate à dengue. Entre os meses de janeiro e fevereiro, 185.913 imóveis foram inspecionados. Os trabalhos envolvem 360 agentes, além do reforço diário de 40 militares do Corpo de Bombeiros durante a semana e 400 nos fins de semana.

 

Já houve inspeções e tratamento em 85% das escolas públicas, além de um redirecionamento das ações com o reforço de 150 servidores de outros núcleos regionais em São Sebastião, Paranoá e Itapoã. As equipes também fazem o monitoramento populacional do mosquito da dengue por armadilhas de oviposição (controle dos ovos do inseto) no Recanto das Emas, no Gama e na Estrutural.

Durante reunião nesta segunda-feira (11), foram discutidas as ações de combate e conscientização contra a dengue (Lucio Bernardo Jr/Agência Brasília)
Durante reunião nesta segunda-feira (11), foram discutidas as ações de combate e conscientização contra a dengue
 

Nas regiões consideradas mais críticas, são ampliadas as visitas domiciliares e as revisitas a imóveis fechados. Outro recurso adicional é o uso do fumacê – equipamento móvel que percorre a região com um pulverizador de inseticida.

 

185.913

número de domicílios vistoriados entre janeiro e fevereiro deste ano

 

Sensibilização

 

Dados da Diretoria de Vigilância Ambiental/DIVAL confirmam que o atual Índice de Infestação Predial (IIP) do Aedes aegypti no Distrito Federal é de 0.83, número considerado satisfatório. Independentemente dos números, as ações do GDF nesse setor – o que inclui campanhas de conscientização da população – estão sendo intensificadas.

 

“O que precisamos agora é sensibilizar as pessoas sobre a importância de receber os agentes”, destaca a subsecretária de Vigilância à Saúde, Elaine Morela.  “Estamos identificando onde estão os casos para agirmos.”

 

A intenção do governo é trabalhar na prevenção – meta que já se desdobrou, nos dois primeiros meses deste ano, em 9.364 ações educativas, como palestras e distribuição de material informativo.

 

Prevenção

 

“Nossa meta é aumentar as ações preventivas para termos menos preocupações nos anos seguintes”, reforça a subsecretária de políticas públicas da Casa Civil, Meire Mota. Ela lembra da necessidade do envolvimento da população no combate ao mosquito, inspecionando suas casas/comércios/empresas e locais de trabalho.

 

Os dados mais recentes sobre ações de combate e conscientização conta a dengue foram divulgados nesta segunda-feira, 11, durante reunião entre equipes e órgãos envolvidos no trabalho de combate à dengue no DF, como Emater-DF, Casa Civil, Secretaria de Educação, Casa Civil, Caesb, Agefis, Secretaria das Cidades, Vigilância Ambiental, Novacap, SLU, DER, Corpo de Bombeiros e administrações regionais.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO ESPECIAL | BRASILIENSES DE 2018