..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Serviço de compartilhamento de patinetes elétricas Grin chega a Brasília

Publicação:20/03/2019 12:52

Os moradores de Brasília vão poder contar com uma alternativa sustentável e divertida de transporte em seus deslocamentos: chegam à cidade a partir desta quarta-feira (20) as patinetes elétricas da Grin, startup de micromobilidade urbana que faz parte do grupo latinoamericano Grow Mobility Inc. As patinetes compartilhadas da Grin são uma solução inteligente e acessível para a mobilidade urbana: não poluem, são silenciosas, ocupam menos espaço do que carros e motos e são fáceis de guiar, além de transformarem o deslocamento em um momento de lazer e interação com a cidade. “Queremos que o serviço beneficie tanto usuários como não usuários, contribuindo para redução de carros nas ruas, da poluição e do ruído”, diz Marcelo Loureiro, cofundador e presidente da Grow no Brasil.                                                

 (Grin/Divulgação )
                   

O serviço de compartilhamento é oferecido pelo aplicativo da Grin, disponível nas plataformas App Store e Google Play. Por meio dele, o usuário se cadastra, encontra e desbloqueia a patinete mais próxima. O custo é de R$ 3 para o desbloqueio e o primeiro minuto de uso, mais R$ 0,50 por minuto adicional. Os dez primeiros minutos do primeiro passeio são gratuitos. O horário de funcionamento é das 6hs às 22hs.  As patinetes vão poder transitar em ciclovias e ciclofaixas (até o limite de 20 km/h) e, se necessário, nas calçadas (neste caso, o limite é de 6 km/h), respeitando sempre a prioridade total aos pedestres. "Nesse primeiro momento, teremos duas  áreas de atuação: quase 12,4 no Plano Piloto e 6km² em Águas Claras”, explica Loureiro.

 

O app também informa a localização das Estações Grin, pontos da cidade nos quais é possível encontrar e estacionar as patinetes. A devolução dos veículos nas estações é muito importante para viabilizar a prestação do serviço e manter a cidade organizada. Além disso, as patinetes Grin são monitoradas em tempo real e recolhidas todas as noites pela empresa, que conta com uma equipe local para realizar o processo de coleta, recarga e recolocação diária nas estações.

 

Segurança

A segurança dos usuários é um tema prioritário para a Grin. Para garantir o uso cuidadoso das patinetes, a startup restringe o serviço para maiores de 18 anos, sendo apenas uma pessoa por patinete por vez. É recomendado que os clientes façam uso de capacete e que mantenham sempre as duas mãos no guidão e os dois pés dentro da patinete. Além disso, os usuários são orientados a sempre circularem em ciclofaixas e ciclovias, até o limite de 20 km/h e, se necessário, em calçadas, observando o limite de 6 km/h. Em qualquer situação, o respeito aos pedestres deve ser sempre priorizado. Em eventuais acidentes durante o passeio, os usuários da Grin contam com cobertura do seguro de acidentes pessoais da seguradora HDI.

 

Sobre a Grin

A Grin é uma startup de micromobilidade urbana nascida da fusão da brasileira Ride, empresa pioneira na implantação do sistema de compartilhamento de patinetes elétricas no país, com a Grin, também pioneira no México. Em janeiro de 2019, juntou-se à Yellow, startup que trouxe para o país o sistema de bicicletas sem estação, dando origem à holding Grow Mobility Inc, a terceira maior empresa de mobilidade urbana do mundo. Com as duas marcas, a Grow já está presente em mais de 15 cidades do Brasil e América Latina e seguem em franca expansão pelo continente.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 70 - especial hospitais