..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

#nãosecale: empresa de Brasília cria campanha para combater a violência e o assédio contra a mulher

Com o objetivo de incentivar as mulheres a denunciarem, a Prosp Estratégias com Comunicação apresenta depoimentos reais de colaboradoras

Publicação:20/03/2019 13:20

No fim de janeiro, a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social do DF (SSP) divulgou relatório com números preocupantes de crimes cometidos contra mulheres no Distrito Federal. Em 2018, houve um acréscimo de 402 casos nos registros de Lei Maria da Penha, em relação ao ano anterior. Os casos de feminicídio também assustam: apenas em janeiro de 2019, foram 4 casos registrados no DF.  Ainda de acordo com relatório divulgado pela SSP, 43% dos episódios do último ano foram cometidos por ex-maridos ou ex-namorados e 43% pelo companheiro ou namorado das vítimas. Diante dos dados alarmantes a Prosp, empresa de comunicação e marketing, composta predominantemente por mulheres, decidiu criar a campanha “Se te machuca, não é amor. #nãosecale” que já está no ar.

 (Divulgação)
 

“Os casos registrados de feminicídio aumentaram muito no último ano. Isso é preocupante, por isso decidimos criar uma campanha que incentive as mulheres que passam ou já passaram por algum tipo de violência a denunciar seus agressores. Para encoraja-las vamos mostrar, através de relatos de situações vivenciadas por mulheres da nossa equipe e até mesmo por mim, que todas nós estamos expostas a isso”, esclarece Tatiana Moura, CEO da Prosp.

 

Segundo Tatiana a ideia surgiu a partir de uma conversa informal em equipe, na qual todas as mulheres presentes disseram já ter passado por alguma situação constrangedora de assédio ou até violência. “Trabalhamos com comunicação e podemos usar nossos canais e conhecimentos para contribuir de alguma maneira. Acreditamos que falar das nossas experiências pode ajudar mulheres com vivências parecidas a falarem também. Muitas vezes, as pessoas não percebem que estão inseridas em relações abusivas, e queremos alertar para isso, mostrando que esse não é o caminho”, acrescenta Tatiana.

 

A campanha é aberta ao público, as mulheres que se interessarem e quiserem contribuir podem participar gravando um vídeo, ou escrevendo um relato no instagram e facebook sobre a experiência que testemunharam ou vivenciaram, incluindo a hashtag #nãosecale. A intenção é alcançar o maior número de adeptas possível para que a ação ganhe força e visibilidade.

Tatiana Moura, CEO da Prosp  (Divulgação)
Tatiana Moura, CEO da Prosp
                                                 

Como denunciar

As denúncias contra casos de violência ou assédio podem ser feitas de diversas maneiras e em diferentes lugares. Em Brasília, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) é focada nesse tipo de ocorrência. Outra opção é a central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência - Ligue 180, serviço de utilidade pública gratuito e confidencial. Em lugares onde não há delegacia para esse atendimento, a mulher pode procurar uma delegacia comum, ou pedir ajuda por meio do telefone 190.

 

Sobre a Prosp

Composta por um time de maioria feminina, onde 95% dos colaboradores são mulheres, a Prosp atua na capital oferecendo serviços que envolvem estratégias de comunicação e Marketing. Há 15 anos no mercado, com sede em Brasília e filiais em Manaus e Tocantins a empresa é pautada por valores relevantes que baseiam sua conduta, como o respeito ao ser humano e às diferenças, perseverança, humildade e inovação.

 

Prosp MKT

Endereço: SCN: Qd. 01 Bloco E 50 sala 1417 - Ed. Central – Asa Norte

Telefone: (61) 3032-6744 / 99220-9173

Site: prospmkt.com.br

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 69 - DE A A Z: UM GUIA PARA A SAÚDE DA MULHER