..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Inverno: como lidar com as alergias respiratórias

Essa época do ano é propícia para o surgimento desse problema

Gabriel Marques - Publicação:19/07/2019 12:06

Quando as temperaturas baixam, fica impossível não pegar aquela jaqueta antiga ou aquele edredom guardado há muito tempo. Mas quem tem alguma doença respiratória sabe que fazer isso sem tomar alguns cuidados antes é um grande erro, pois, geralmente, esses tecidos estão cheios de poeira e ácaros.

 

Em questão de minutos, começa a coceira no nariz, a irritação nos olhos e a dificuldade de respirar, principais sintomas da rinite. Ou cansaço, aperto no peito e chiado, sinais de que a asma pode estar atacando.

 

As alergias são uma resposta dada pelo nosso sistema imunológico quando entramos em contato com corpos estranhos, como pólen, poeira, ácaros ou pelos de animais. "Os casos se tornam mais frequentes nessa época do ano porque esses causadores de alergia ficam mais desprendidos no ar, possibilitando um contato maior com a gente", diz Fernanda Minafra, professora da Faculdade de Medicina da UFMG.

 

Ela destaca, ainda, que as alergias costumam ser hereditárias. "Se um dos pais é alérgico, a chance de um dos filhos também ser chega a 50%", afirma a especialista.

Cerca de 30% da população possui alguma alergia respiratória, segundo a Associação Nacional de Hospitais Privados (Pixabay )
Cerca de 30% da população possui alguma alergia respiratória, segundo a Associação Nacional de Hospitais Privados
 

Tratamento e prevenção

 

As chamadas imunoterapias (tratamentos focados em auxiliar e fortalecer o sistema imunológico) são uma boa opção para quem quer ficar livre de uma alergia específica, mas o alto preço pode ser um empecilho.

 

Por outro lado, existem dicas que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida de quem sofre com a poeira durante o inverno.

 

Segundo Fernanda Minafra, a melhor opção é lavar as roupas que ficaram muito tempo guardadas, manter os quartos ventilados e evitar ambientes fechados. "As pessoas também podem passar a roupa por mais tempo e com um ferro mais quente para matar os ácaros. Mas cuidado, pois esta medida não funciona com todos e ainda não possui evidências científicas que comprovem a sua eficácia", diz.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 70 - especial hospitais