..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Verão 2015 »

Refresque-se no calor!

Não tem convênio com nenhum clube? Anime-se mesmo assim! Encontro Brasília listou cinco lugares convidativos para quem adora água

Guilherme Marques - Redação Publicação:16/01/2015 11:00Atualização:16/01/2015 11:29

O Clube dos Previdenciários abre o espaço das piscinas também para não-sócios (Divulgação)
O Clube dos Previdenciários abre o espaço das piscinas também para não-sócios
Sol forte, calor intenso e secura. Com temperaturas que ultrapassaram os 30º nas últimas semanas, a estação mais quente do ano chegou ardente à Brasília. E, como em todos os anos, o verão traz também a vontade de refrescar-se em águas frias para espantar o calor. Mas mesmo que o mar esteja longe de nós, a Capital Federal não fica atrás quando se trata de pontos para nadar. Com piscinas naturais ou artificiais, ou mesmo no vasto Lago Paranoá (leia mais aqui), o brasiliense está rodeado de águas próprias para o banho, o mergulho, a natação e outros esportes. Se o problema é não ter piscina em casa ou convênio com nenhum clube, é hora de se programar para parar de reclamar! Encontro Brasília sugere cinco boas opções bem próximas ao Plano Piloto:

 

 (Reprodução/clubeprevi.com.br)



Clube dos Previdenciários
O clube conta com piscinas, saunas, um amplo parque aquático com toboágua e um parquinho para os pequenos. O bilhete que dá direito às atrações custa R$ 30 para adultos e R$ 15 para crianças. Os valores incluem o exame médico  – obrigatório para a entrada nas piscinas – para os meses de janeiro e fevereiro. O clínico do clube está disponível nas quartas-feiras e finais de semana.


Onde: 712/912 Sul
Quanto: R$30 (adultos) e R$15 (crianças de até 13 anos)
Horário de funcionamento das piscinas: terça a sexta-feira, das 7h às 20h30 / sábado, domingo e feriado, das 8h às 17h45



 (Gustavo Moreno/CB/DA Press)



Água Mineral
O Parque Ecológico Água Mineral é um dos mais tradicionais pontos de banhistas de Brasília.  O espaço surgiu da necessidade de proteger os rios fornecedores de água potável à capital. Por isso, as piscinas são de água natural e gelada. Nos finais de semana, o local costuma ter grandes filas de espera e atingir a lotação máxima. Quem frequenta a Água Mineral recomenda a visitação em dias úteis e a chegada no início da manhã.


Onde: Via Epia BR-040 – Setor Militar Urbano
Quanto: R$8 por pessoa; crianças de até 11 anos não pagam entrada
Horário de funcionamento: diariamente de 8h às 16h



 (Reprodução/Internet)



Ermida Dom Bosco
Os arredores de um dos primeiros templos construídos na capital tornaram-se ideais para quem gosta de nadar e praticar esportes. Quem frequenta o local destaca uma linda vista e um bom espaço para banho e prática de atividades náuticas como o stand up paddle (SUP). Também é comum encontrar pessoas andando de long board, fazendo um piquenique, passeando com cachorros ou simplesmente admirando a paisagem.


Onde: Estrada Parque Dom Bosco, próximo à Barragem do Paranoá
Quanto: Entrada gratuita
Horário de funcionamento: Diariamente

 


 (Reprodução/Internet)




Calçadão da Asa Norte
Após passar por uma revitalização, a área à beira lago no fim da L4 Norte ganhou um mini deck, um Ponto de Encontro Comunitário (máquinas de academia ao ar livre), parquinhos, lanchonetes, pedalinhos e até caiaques. O espaço também é convidativo e seguro para o nado livre e a prática de SUP.


Onde: Final da via L4 Norte
Quanto: Estadia e nado livre gratuitos
             Caiaque – R$ 15 meia hora e R$ 20 a hora
             SUP – R$ 15 meia hora e R$ 25 a hora
             Pedalinho: R$ 20 meia hora
             Horário de funcionamento das atividades:

             diariamente, de 9h às 18h

 

 

 (Reprodução/Internet)
Salto do Tororó

A apenas 35 km de Brasília, o Salto do Tororó é uma das cachoeiras mais próximas ao Plano Piloto. Com 18 metros de altura, não é adequada para o salto, pois o poço é muito raso. Mergulhar e ficar debaixo da queda d’água, no entanto, já valem o passeio. A paisagem é um convite aos esportes radicais, principalmente o rapel. As trilhas para se chegar à cachoeira, cobertas por rochas de quartzitos, são um atrativo à parte.

 

Onde: Santa Maria (DF), na altura do km 6 da BR-140

Quanto: Taxa de R$ 10 pelo estacionamento

 

Leia mais sobre outras cachoreiras aqui

 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017