• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Turismo »

E você, vai pra onde?

Compras em Miami, calor do Nordeste, mar do Caribe e o tango argentino estão entre os programas preferidos dos brasilienses no fim do ano

Jacqueline Saraiva - Redação Publicação:01/11/2012 10:08Atualização:01/11/2012 10:38
Além das praias, o Nordeste guarda outras preciosidades: como as cachoeiras da Chapada Diamantina (Prefeitura de Mucugê/Divulgação)
Além das praias, o Nordeste guarda outras preciosidades: como as cachoeiras da Chapada Diamantina

Paula Morais, com os pais, Eliel e Maria Antônia: planejando a viagem para o Nordeste (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)
Paula Morais, com os pais, Eliel e Maria Antônia: planejando a viagem para o Nordeste


Para a estudante universitária Paula Morais, a palavra férias só existe se for associada a comida boa, ambiente caloroso e a areia da praia. Logo, o destino natural escolhido para o merecido descanso de fim de ano é sempre o Nordeste. “Estamos planejando viagem para Aracaju, Salvador e, provavelmente, Maceió. Vamos incluir também a Ilha de Itaparica, na Bahia.” Ela, o pai, Eliel Pereira, e a mãe, Maria Antônia dos Santos, pegarão a estrada em janeiro em direção às águas quentes da região.

A preferência da família de Paula é semelhante a de boa parte dos brasilienses. Uma sondagem de intenção de viagem, feita pelo Ministério do Turismo (MTur) e pela Fundação Getulio Vargas (FGV), em 2 mil residências de sete capitais, aponta que 37,8% dos brasilienses pretendem deixar a cidade até o fim do ano. Desse total, 75,6% preferem viagens no Brasil e 20% optam por turismo em outros países. Os pacotes turísticos vendidos por agências de viagens na capital confirmam essa tendência. Encontro ouviu cinco grandes empresas do setor de turismo no Distrito Federal para saber quais são os locais mais procurados pelos brasilienses entre dezembro e fevereiro. As praias do Nordeste estão no topo da lista, o que confirma outro dado do levantamento feito pelo MTur: no ranking nacional, a região está em primeiro lugar (com 40,1%) na preferência dos brasileiros.

Os agentes de turismo creditam às águas claras e quentes, além das paisagens naturais, a razão de tanto interesse pelo Nordeste, escolha natural sobretudo quando a viagem inclui crianças. Nesse quesito, também ganham relevância as praias do Caribe. Outros roteiros cobiçados no exterior são a Argentina e os centros de compras nos Estados Unidos, como Miami.

O nordeste além do básico

Praia é uma delícia, mas a região apresenta outros atrativos

1. Na Bahia, sem multidão e sem carnaval

Chapada Diamantina

Longe das praias, a paisagem da Bahia se transforma. No coração do estado, o Parque Nacional da Chapada Diamantina destaca cachoeiras, grutas, cânions e vales. Destino cobiçado pelos amantes do trekking, o local tem atrações que extrapolam limites e enchem os olhos. O lugar mais bonito é a Cachoeira da Fumaça, a maior do país, com 380 metros de queda e de pura beleza.

Serviço: Três linhas de ônibus levam o turista até a chapada, com passagens a partir de R$ 60 (ida). De avião é possível encontrar voos regulares da Trip Linhas Aéreas, de Salvador para Lençóis, com preços entre R$ 100 e R$ 200 (ida) e duração de 45 minutos. Veja  no site: www.guiachapadadiamantina.com.br

Vila de Cumuruxatiba

Vila de Cumuruxatiba, na Costa das Baleias: praias praticamente desertas. Em uma faixa de areia, cercada por amendoeiras, há um local perfeito para mergulho, além das ruínas de um antigo píer de madeira, que completam a paisagem paradisíaca.

SERVIÇO: Vá de avião até Porto Seguro. Do aerporto até Cumuru, são 242 km, que podem ser percorridos de carro, ônibus, táxi ou traslados, que pode custar de R$ 300 a R$ 500 (carro para até quatro pessoas). Pode ser visitada em qualquer época do ano.
Dicas no site: www.cumuruxatibabahia.com

2. Pernambuco de outro ângulo

 (Ricardo Fernandes/DP)


Feira de Caruaru

O estado tem a maior feira livre do mundo, em Caruaru, considerada patrimônio imaterial do Brasil.  Instalada no Parque 18 de Maio, ela compreende várias feiras, entre elas a de Artesanato (aberta diariamente, das 5h às 17h); a da Sulanca (às terças-feiras, das 3h às 12h); e a Feira Livre (aberta aos sábados, das 4h às 18h).

SERVIÇO: Fica a 132 km de distância de Recife, pela BR-232, na Avenida Lourival José da Silva, 592, Petrópolis, Caruaru. Chegando a Recife, o percurso pode ser feito em duas horas de carro ou de ônibus, nestes com passagem média de R$ 23 por pessoa.
Telefone: (81) 3721-8364. Acesse: www.feiradecaruaru.com

Recife de barco

Passear de catamarã pelo rio Capibaribe é uma das formas mais inusitados para conhecer parte da capital e sem gastar muito. Em um city tour guiado na embarcação, por pouco mais de uma hora, é possível apreciar as ilhas do centro do Recife, onde se veem cartões-postais como o Marco Zero e o casario da rua da Aurora. O embarque é diário e acontece no cais das Cinco Pontas.

SERVIÇO: O embarque é feito entre 16h e 20h, com barcos que transportam até 60 pessoas. Os ingressos para adultos custam R$ 35. Crianças de 6 a 10 anos pagam meia-entrada. Menores de 5 anos não pagam. Informações pelo telefone: (81) 3424-2845 ou no site: www.catamarantours.com.br

3. Ceará sem calorão

Serra de Guaramiranga

O município de Guaramiranga, na serra cearense, surpreende os visitantes com uma visão diferente do estado. Situada a 110km de Fortaleza, a região tem temperaturas que variam entre 18°C e 25°C. Do Pico Alto (13 km do centro) pode-se contemplar a transição do sertão com a serra, que se transforma em um oásis natural. O acesso é por meio de trilhas ecológicas ou por estradas de asfalto.

SERVIÇO: A via de acesso mais curta é pela CE-065 passando pelas cidades de Maranguape, Palmácia, Pacoti até chegar em Guaramiranga, num total de 92km. As pousadas tem diárias a partir de R$ 200 (casal) e R$190 (single)

 (José Wagner/Setur)


Museu da cachaça

A apenas 30 km de Fortaleza, ao pé da serra de Maranguape, o Museu da Cachaça guarda exposição de bebidas antigas, o Campo de Aventura, que é ótima opção para levar os pequenos. Entre as atrações, há visitas guiadas por toda a fazenda, egustação de cachaças, passeios de caiaque, trilhas ecológicas, arvorismo, tirolesa.

SERVIÇO: Funciona de terça a domingo, das 9h às 17h. A entrada custa R$ 28 (inteira) e inclui visita guiada ao Museu da Cachaça, passeio guiado pela fazenda, banho de açude, 1 copo de caldo de cana e uma dose de aguardente (para maiores de 18 anos). Preços de pacotes variam e podem ser conferidos no site: www.ipark.tur.br ou pelos telefones (85) 3341-3452 ou 3341-0407

Passaporte carimbado

Os programas preferidos no exterior incluem praias e compras

 (Monique Renne/CB/DA Press)


1. O paraíso tem nome: Caribe

No Caribe, as opções para diversão são inúmeras. Em Aruba, praias, cassinos, música e boa gastronomia. O local é abençoado por um clima ensolarado durante todo o ano, que exibe toda a beleza das praias de areias brancas, águas calmas, mornas e cristalinas, cheias de cardumes. O visitante pode desfrutar de excelentes restaurantes, spas, bares. Os programas incluem mergulho, jipe safári, tours submarinos, windsurfe, kitesurfe, entre outros. Já em Saint Marteen, a elegância imponente das praias isoladas mistura as influências francesa e holandesa. Zouk, calipso, reggae e jazz formam a trilha sonora para jantares românticos. Vá também: Antilhas Holandesas, Cancun & Riviera Maia, Curaçao, Punta Cana. Lembre-se: Cancun, no México, exige visto. A entrevista na embaixada ou consulado é agendada pela internet e basta apresentar a documentação exigida, além do pagamento de uma taxa de aproximadamente US$ 36.

Kelly viajou com o filho, Matheus, para Punta Cana: agora, embarcará num cruzeiro
Kelly viajou com o filho, Matheus, para Punta Cana: agora, embarcará num cruzeiro


O que Punta Cana tem?

A servidora pública Kelly Cristina Fernino viajou em julho para Punta Cana. Há voos diretos de Brasília. Hospedagem: “Adoramos a estrutura dos resorts, que são bem luxuosos. Ficamos no Hard Rock Café”
Praia: “As águas são mais claras do que as daqui, além de uma areia fina e que  não esquenta, deixando o lugar ainda mais sedutor”
Hospitalidade: “O atendimento é um dos trunfos dos caribenhos, que têm se preparado para receber os visitantes brasileiros. Encontramos até um restaurante chamado Ipanema, de um chef de Minas Gerais, que inclui pratos típicos do Brasil no cardápio. ”
Crianças: “A infraestrutura que o turismo caribenho favorece o público infantil, com parte recreativa variada”

Pesquise!
CVC: (61) 3044-4646
Mundial Turismo: (61) 3328-6688
Global Turismo: (61) 3202-5700
Mix Travel: (61) 3328-7060
Bancorbras: (61) 3314-7070 (nacionais) e 3314-1212 (internacionais)

Rita e Luiz, com o filho, Daniel: na alta temporada, eles fogem das praias brasileiras para 
fazer compras em Miami (Raimundo Sampaio / Encontro / DA Press
)
Rita e Luiz, com o filho, Daniel: na alta temporada, eles fogem das praias brasileiras para fazer compras em Miami


2. Go shopping! Destino: Miami

O câmbio flutuante e a desvalorização do dólar e do euro preocupam os mercados no Brasil e no mundo. Mas, para os turistas daqui, o que vale é ter acesso a outros países por um custo acessível. Nesse quesito, a Flórida, nos Estados Unidos, é um dos locais mais frequentados. O Brasil é o primeiro no ranking de visitantes e de gastos no estado, com destaque para Miami e Orlando, de acordo com a Visit Florida, entidade oficial de turismo de lá.

A major do Exército Rita de Cássia Santana vai passar 20 dias, em dezembro, em Miami e Orlando, com o marido, Luiz Freitas, e o filho, Daniel Freitas, 13 anos. “Acaba saindo mais barato do que ir para alguns destinos aqui no Brasil. A gente aproveita para passear, fazer muitas compras e renovar o guarda-roupa da família toda”, garante. Rita de Cássia usa os shoppings de Brasília como a vitrine para montar a lista de compras. Anota todas as tendências de tênis, perfumes, roupas e eletrônicos e o papel segue para os EUA, onde eles encontram similares a preços até três vezes menores.

Onde comprar

Um dos points preferidos é o Village at Merric Park (358 San Lorenzo Ave, www.villageofmerrickpark.com), que funciona de segunda-feira a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos, das 12h às 18h, com mais de 100 lojas para seduzir os turistas.

A dica é do empresário Patrick Roosevelt, que viajou com a mulher, Melissa Copatti, para a capital argentina (Raimundo Sampaio / Encontro / DA Press
)
A dica é do empresário Patrick Roosevelt, que viajou com a mulher, Melissa Copatti, para a capital argentina


3. Com os hermanos argentinos

O destino atrai não só pela beleza, culinária regional saborosa, ritmos sedutores e pontos turísticos maravilhosos, mas pelos preços acessíveis. Nas agências, não faltam pacotes promocionais para Buenos Aires, na Argentina. De Brasília, partem voos diretos de quatro companhias: Gol, TAM, LAN e Taca. A capital portenha exibe prédios e construções antigas, que proporcionam uma verdadeira viagem no tempo. São diversos museus, teatros, casas de shows, restaurantes e bares em meio a paisagens deslumbrantes. O tango é a melhor representação da alma argentina: letra e melodia demonstram toda a sensualidade e nostalgia do povo. Também há um grande centro comercial, com produtos importados a preços acessíveis. No setor norte da Patagônia, às margens do lago Nahuel Huapi, muitos brasileiros também elegem Bariloche como destino para as férias. De dezembro a fevereiro, não tem neve nas áreas seguras para praticar ski, mas é possível fazer trekking pelos bosques, rafting no rio Manso ou kitesurfe no lago Nahuel Huapi.

Dica

“A visita guiada no Cemitério da Recoleta. O guia explica como eram feitos os funerais, mostra os túmulos de pessoas importantes, como Evita Perón. As capelas de mármore e os túmulos são muito bonitos. Parece coisa de cinema.”

 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017