• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Papo de garagem »

Depois do recorde...

Marcelo Tokarski - Redação Publicação:05/11/2012 14:36
 (Divulgação)
Impulsionado pela redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), o mercado de veículos no Distrito Federal literalmente bombou em agosto, quando registrou o melhor mês de sua história. Foram 14.106 unidades emplacadas, 40,5% a mais do que no mesmo mês do ano passado.

... A queda

Mas, em setembro, o mercado recuou. Foram vendidas 10.079 unidades, uma queda de 28,5% em relação a agosto. Ainda assim, o desempenho foi 9,3% superior a setembro do ano passado. A Fiat se manteve como líder em vendas, com 26,2% do mercado, seguida pela Volkswagen, com 24,7%.

Feinho de sucesso

O design não é seu ponto forte, mas o Chevrolet Cobalt vem fazendo sucesso no mercado brasileiro. Lançado este ano, o sedã vende como água. Foram mais de 48,4 mil unidades de janeiro a setembro, o que o coloca como o 13º modelo mais vendido do país — o primeiro entre os modelos que não oferecem versões populares com motor 1.0. O Cobalt começa custando R$ 38,2 mil, preço para lá de competitivo para seu porte. O motor é o 1.4 nas versões LS e LT e 1.8 nas LT e LTZ. O destaque é o porta-malas de 563 litros. Completo, com bom pacote de equipamentos e câmbio automático de seis velocidades, o simpático sedã sai por R$ 51 mil.

Na passarela


O Salão do Automóvel de São Paulo (de 24 de outubro a 4 de novembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo) traz as principais novidades que estarão no mercado brasileiro nos próximos meses. A Papo de Garagem mostra para você algumas das principais atrações…

Citroën

Além do novo C3, que foi lançado em agosto mas será a vedete da marca francesa na exposição, a Citroën deve mostrar os modelos DS4 e DS5. As duas versões dão sequência à família DS, que já chegou ao Brasil com o compacto de luxo/esportivo DS3.

Volkswagen

No estande da marca alemã, a maior novidade é o velho e bom Fusca. A nova versão do Beetle tem novos visual e tamanho — ganhou 5,2 cm no comprimento e 8,4 cm na largura. O porta-malas cresceu de 209 para 310 litros. O motor é um 2.0 de 200 cv.

Hyundai

A montadora sul-coreana apresenta ao público brasileiro o novo Santa Fé, utilitário esportivo de porte médio-grande. O carro ganhou um visual bem mais esportivo e atual. Mas só chegará ao mercado nacional no segundo semestre do ano que vem.

Chevrolet

Uma das estrelas é o hatch compacto Onix, que terá seu lançamento mundial durante o salão. Produzido em Gravataí (RS), o modelo será o primeiro do segmento a oferecer transmissão automática de seis velocidades — a mesma já utilizada pelos modelos Cruize e Sonic. O Onix também terá como diferencial o MyLink, um sistema multimídia que permitirá ao motorista colocar no veículo músicas, fotos, vídeos e aplicativos de seu telefone celular. A montadora norte-americana também deve revelar a sucessora da antiga Blazer. De nome ainda indefinido — especula-se S10 Grand Blazer —, o modelo deve chegar às concessionárias ainda este ano.

Peugeot

Uma das estrelas é o 208, que deve começar a ser vendido no Brasil no início do ano que vem. Com design arrojado, o modelo tem atributos de sobra para concorrer com Fiat Punto, VW Polo e o novo Ford Fiesta, seus principais concorrentes. Apesar do novo modelo, o ultrapassado 207 continua-rá sendo produzido como modelo de entrada da marca no país.

 (Divulgação)


Fiat

A montadora italiana deve mostrar ao público brasileiro duas versões do Fiat 500. A conversível tem preço estimado em R$ 60 mil. A outra é a Gucci, uma série limitada. As duas devem começar a ser vendidas no primeiro semestre de 2013.

 (Divulgação)


Ford

A montadora norte-americana promete ser um dos destaques do evento. De uma só tacada, mostra três modelos bastante remodelados: Fiesta, Focus e Fusion. O versão hatch do Fiesta, que passará a ser produzida no Brasil, incorpora o visual europeu. O novo Focus vai além de uma simples plástica (face lift, na linguagem das montadoras). O carro é bastante diferente do modelo atual e até a plataforma é nova. Mas quem mais mudou mesmo foi o Fusion, um sucesso da Ford no Brasil. O sedã, que deve começar a ser vendido ainda neste ano, incorporou a grade da inglesa Aston Martine ganhou motores 2.0 turbo, com 240 cv. No ano que vem, chegará ao país a versão mais simples, com motor 2.5 bicombustível de 173 cv herdado da picape Ranger.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017