• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Diversão I Festas »

Um show à parte

Para os que querem fugir do comum, comemorar aniversários, casamentos e eventos corporativos é sempre um desafio. Encontrar as atrações marcantes, por outro lado, é tão empolgante quanto compensador

Jéssica Germano - Redação Publicação:13/05/2013 14:51Atualização:13/05/2013 16:15

É preciso ter luzes, brilho. É preciso bons drinques, canapés saborosos, boa música e uma decoração que case com a ocasião. E, acima de tudo, tem de ser inesquecível – de uma forma positiva. Já faz tempo em que planejar uma festa se resumia à escolha de salgadinhos tradicionais, uma playlist feita exclusivamente com base no gosto do anfitrião e que o espaço para dançar fosse entre sofás, na sala de estar. Os anos passaram, gostos se refinaram e a tecnologia chegou ao mundo das comemorações.


Hoje, uma celebração para ficar na memória tem de ser diferente das outras que acontecem todos os fins de semana, principalmente se ocorrer na capital federal. Não por acaso, há hoje em Brasília diversos profissionais que abrem as cortinas do espetáculo e compõem o palco principal sem deixar nada a desejar no quesito composição de uma bela festa. De um serviço de bebidas mais elegante a grupos de entretenimento que integram a pista de dança, Encontro Brasília lista as atrações que estão em alta pelos salões pomposos e recepções casuais da cidade.


Uma equipe clássica de jovens bem vestidos recebendo os convidados da festa com welcome drinks (taça de boas vindas) ou distribuindo brigadeiro, na pista de dança tem agradado bastante. Já na hora do bolo, nenhum ritual muito longo, deixando espaço para que todos curtam ao máximo a festa. E, quando o quesito for o bar contratado, nada de pirotecnias ou excessos. A palavra do momento é simplicidade – para não pecar –, mas com bastante sofisticação.


Para Rogério Midlej, músico e proprietário de uma empresa de consultoria musical na cidade, a busca por algo que seja tendência, mas ao mesmo tempo seja diferente do já visto nas grandes noites brasilienses, é uma característica forte do público da cidade. “As pessoas buscam cada vez mais o personalizado”, observa. E é assertivo: “O pessoal daqui gosta de fazer o que ninguém viu ainda”.

 

Receita infalível: a mesa viva é uma ousadia que gera impacto e chama a atenção de todos os convidados (Bruno Pimentel/ Encontro/ DA Press)
Receita infalível: a mesa viva é uma
ousadia que gera impacto e chama a
atenção de todos os convidados
Recepção de luxo

 

Imagine uma mesa andante, deslizando pelo salão de festas. Acrescente ao centro dela uma bela jovem de cabelos ornamentados, volumosos, com boca e olhos marcados. Uma Maria Antonieta clássica, cercada de taças de espumante que compõem sua “saia” fixa.

 

O papel interpretado pela atriz Júlia Rizzo no miolo da fantasia é comum em casamentos, mas pode mudar. “A cada festa ela pode ser uma atração exclusiva, personalizada”, adianta Joabe Coelho, um dos responsáveis pela atração. Já se tornou Cisne Negro em festa à fantasia e, em breve, será o Estádio Nacional, no seu lançamento para a Copa do Mundo de 2014, cercada de LED. A ousadia deu certo: “Gera um impacto muito bacana nos convidados”, relata Coelho.


Atração: Mesa viva
Duração: até uma hora e meia
Custo: de R$ 1.350 a 5 mil
Empresa: Caixa Cênica Produção e Entretenimento

 

Bar clássico

Destaque na coqueteleria clássica: caipifrutas com especiarias e Cosmopolitans repaginados, drinques à base de vodca com saborização
 (Bruno Pimentel / Encontro / DA Press)
Destaque na coqueteleria clássica: caipifrutas com especiarias e Cosmopolitans repaginados, drinques à base de vodca com saborização

Absorvendo o comportamento de glamourização, as bebidas também se reformularam. Há três anos, o conceito de coquetelaria clássica chegou ao formato open bar das festas e propôs uma releitura às cartas de drinques, lançando combinações sofisticadas a doses já familiares do público brasiliense. Na versão moderna, receitas de Sprints, bebida com espumantes, gelo e um aperitivo italiano, raspadinhas e milk-shakes sem álcool roubam a cena.  “São tendências”, garante Karla Mendes, responsável pelo help!Bar na cidade.


Atração: Open bar
Duração: o tempo da festa
Custo: de R$ 15 a R$ 52 por pessoa
Empresa: hepl!Bar

 

Eletrônico e musical

Bandas e pick-ups: 'É como se você tivesse uma banda ao vivo, tocando no palco, 
só que com linguagem moderna' (Bruno Pimentel / Encontro / DA Press)
Bandas e pick-ups: "É como se você tivesse uma banda ao vivo, tocando no palco, só que com linguagem moderna"

Saíram as grandes bandas, entraram os DJs e, por muito tempo, foram eles que dominaram a musicalidade das festas. Eis passado esse tempo. Repercutindo uma moda implementada em São Paulo, onde a importância dos músicos ao vivo nas festas foi resgatada, o DJ Edy incorporou ao som de suas pick-ups a presença de um percussionista, um violinista e um saxofonista, todos em apresentação sintonizada junto com a música no play. “É como se você tivesse uma banda ao vivo, tocando no palco, só que com linguagem moderna”, descreve a combinação. A formação, que tem no DJ uma espécie de maestro regente, pode variar de acordo com a vontade do anfitrião, mas a dose tripla mais a aparelhagem costuma agradar e inovar a pista de dança.

 

Teatro em cena

Talentosos atores dão vida às ideias dos anfitriões: nada de pistas vazias (Minervino Júnior / Encontro / DA Press)
Talentosos atores dão vida às ideias dos anfitriões: nada de pistas vazias

O show não pode parar. Essa é a regra básica do mundo dos grandes acontecimentos e vale para as festas comemorativas. Foi com esse pensamento, uma energia característica dos palcos de teatro e uma imaginação sem limites que o casal Néia Paz e Nando Villardo se aventurou pelo ramo de animação de festas. O tom de realidade tem explicação: “Nós somos atores”, diz Carla Neri, gerente executiva do projeto que tem como objetivo dar vida às ideias dos anfitriões.


Atração: de Festa das Décadas a Frenéticas...
Duração: varia de acordo com o número escolhido
Custo: a partir de R$ 1.500
Empresa: Néia e Nando Cia. Teatral

 

Sabor requintado

A chef Adriane Russo garante: os bufês temáticos continuam em alta (Minervino Junior / Encontro / DA Press)
A chef Adriane Russo garante: os bufês temáticos continuam em alta

Escondidinho de cordeiro, camarão empanado no coco, cookie de parmesão com cebola caramelada. São essas combinações, com perfil gourmet, que têm dominado os bufê pelos grandes salões. “Essa linha valoriza muito o prato”, destaca a chef da Banqueteria Rio 40º Adriane Russo. Com um detalhe: todos os itens são servidos em pequenas medidas. É a tendência finger food que domina os coquetéis volantes. Passado o quesito miniatura, vêm as dezenas de opções no cardápio. Os buffets temáticos estão em alta. Segundo Adriane, 2012 foi o ano da comida de boteco, enquanto 2013 firma-se com a baiana, com miniacarajés e tapiocas. Sem falar nas culinárias japonesa e árabe, que não saem de moda.


Atração:
bufê
Duração: cerca de quatro horas
Custo: R$ 46 por pessoa
Empresa:
Banqueteria Rio 40º

 

Lembrança retrô

Marianne e Sérgio contrataram a cabine fotográfica para a festa do casamento: registros são sempre de descontração e alegria (Divulgação)
Marianne e Sérgio contrataram a cabine fotográfica para a festa do casamento: registros são sempre de descontração e alegria

Em plena era tecnológica, com smartphones registrando a maioria dos momentos no lugar das câmeras, ter a lembrança, em papel, de uma comemoração pode ser uma boa surpresa. Se a recordação tiver ainda a opção de servir como recordação para o anfitrião, com todas as imagens em DVD e um guest book físico com mensagens, melhor ainda. Inspirada nas antigas cabines norte-americanas e inglesas, uma máquina de fotos instantâneas, posicionada estrategicamente no meio da festa, convida os presentes para um ensaio entre cortinas. “O registro que fica é sempre de descontração e alegria”, garante Guilherme Rodrigues, um dos sócios da empresa Mix Foto Cabine em Brasília.


Atração: cabine fotográfica
Duração: quatro horas
Custo: a partir de R$ 2.800
Empresa: Mix Foto Cabine

 

Garçons performáticos

Cantores vestidos de garçons interagem com os convidados: o repertório muda de acordo com o tipo de festa (Divulgação)
Cantores vestidos de garçons interagem com os convidados: o repertório muda de acordo com o tipo de festa

Em meio a uma festa correndo bem, com todos os convidados bem servidos e detalhes impecáveis, surge um feixe de luz iluminando uma voz impecável. A partir dali, mais duas, mais quatro, mais seis e, de repente, a comemoração virou palco em que cantores vestidos de garçons se tornam a atração da festa e interagem com os convidados. O repertório muda de acordo com a ocasião: musicais da Broadway, trilhas de filme, disco, brega, Disney... “As pessoas querem festas inesquecíveis”, conta Rogério Midlej, do grupo Dinner Show. 

 

Atração: cantores performáticos
Duração: média de uma hora
Custo: de R$ 3 mil a R$ 6 mil
Empresa: Consultoria Musical Rogério Midlej

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017