• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Turismo | Férias »

Só por dois dias

Não pode fazer uma viagem longa agora? Há algumas opções bem interessantes para sair de cena por apenas um fim de semana

Dominique Lima - Redação Publicação:31/07/2013 16:15Atualização:31/07/2013 16:33
Quem não pôde se programar para tirar férias nestes meses de julho a agosto não precisa ficar em casa durante todo o período. Turistas brasilienses têm opções interessantes para viagens de fins de semana. Destinos mais próximos são sempre uma boa pedida, mas é possível se aventurar por lugares um pouco mais distantes e, mesmo assim, aproveitar um roteiro diferente. Com voos de até quatro horas e preços cada vez mais acessíveis, países vizinhos do Brasil se tornam opção viável para dois ou três dias de descanso e lazer.

O ideal, ao escolher um destino de fim de semana, é pensar na praticidade. Ficar atento às possíveis conexões de voos e fugir das longas esperas que comprometam o curto espaço de tempo. Cleiton Feijó, diretor comercial da Nascimento Turismo, aconselha pesquisar sobre o destino para evitar aquela impressão de que não deu tempo de conhecer tudo. Vale, por exemplo, revisitar algum lugar preferido e aproveitar atrações específicas de inverno.

Participar de um evento cultural torna a rápida escapada mais especial. Em julho e agosto, festivais de inverno chamam a atenção para pontos turísticos que geralmente atraem mais turistas durante o verão. Já endereços populares o ano todo muitas vezes privilegiam programações especiais para as férias escolares e voltam suas atenções às crianças. Encontro Brasília listou algumas atrações nacionais e internacionais entre os meses de julho e agosto.

Instituto Inhotim: caldeirão cultural
De julho até agosto, quem visita Inhotim encontra atrações para além do acervo: uma série de shows está programada (Ricardo Mallaco/Divulgação)
De julho até agosto, quem visita Inhotim encontra atrações para além do acervo: uma série de shows está programada

Considerado um dos melhores centros de arte contemporânea, o Instituto Inhotim, localizado em Brumadinho, Minas Gerais, a 60 km da capital Belo Horizonte, traz extensa agenda cultural para os meses de julho e agosto. O Ciclo de Música Contemporânea apresenta o pianista Paulo Álvares e o grupo Sonante 21 em 4 de agosto. A série Shows no Jardim traz a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais para um concerto a céu aberto no dia 18 do mês que vem. Continua ainda ao longo do mês de julho mostra de filmes do celebrado cineasta Apichatpong Weerasethakul.

Programe-se
A programação completa está disponível no site inhotim.org.br. Para visitar Inhotim, é possível ficar hospedado em Brumadinho ou Belo Horizonte. Há transporte da capital mineira saindo da rodoviária diariamente em direção ao centro de arte. A entrada é gratuita às terças-feiras. Quartas e quintas-feiras, o ingresso custa R$ 20. Sextas, sábados, domingos e feriados, R$ 28. Um pacote de viagem com transporte e acomodação para os meses de julho e agosto para Belo Horizonte ou Brumadinho custa entre R$ 600 e R$ 1.000, em média, para três noites.

Bonito e o belo festival de Inverno
Além das grutas e cavernas, como o Abismo Anhumas, em Bonito há o tradicional festival de inverno: entre 31 de julho e 4 de agosto, são esperadas 50 mil pessoas (Ulisses Matandos/Divulgação)
Além das grutas e cavernas, como o Abismo Anhumas, em Bonito há o tradicional festival de inverno: entre 31 de julho e 4 de agosto, são esperadas 50 mil pessoas

A 14ª edição do Festival de Inverno de Bonito, no Mato Grosso, promete repetir o sucesso das últimas edições. De 31 de julho a 4 de agosto, são esperadas mais de 50 mil pessoas. A edição de 2012 reuniu 60 mil. Entre os shows de grandes nomes da música brasileira dos mais variados gêneros, ainda é possível curtir a beleza natural da cidade mato-grossense. No ano passado, o festival trouxe Maria Rita, Nando Reis, Monobloco, Sérgio Reis e Alcione.

Programe-se
Para informações sobre o festival, procure os sites facebook.com/FestivaldeInvernodeBonito e festinbonito.com.br. Pacotes com aéreo e hotel ficam entre R$ 750 e R$ 1.100 para três noites, inclusive nos dias do festival.

Caldas Novas para jovens
Em Caldas Novas, as férias de julho também são reservadas a shows: o descanso fica por conta 
da estadia em resorts da região (Divulgação)
Em Caldas Novas, as férias de julho também são reservadas a shows: o descanso fica por conta da estadia em resorts da região

Para quem busca conforto e praticidade, Caldas Novas oferece, além das águas quentes, o Festival de Inverno no fim de semana de 20 de julho, com shows de Titãs e Biquini Cavadão. Para os fãs de sertanejo e country, o fim de semana de 13 de julho traz o Esquenta para o Country Caldas. A atração principal é Lucas Lucco.

Programe-se
Um pacote para quatro noites em resort de Caldas Novas para duas pessoas sai por R$ 1.200, em média. Os ingressos dos shows variam entre R$ 60 e 120.

Mendoza para adultos e crianças
Mendoza é a cidade das vinícolas: nas férias de julho, há programação também para as crianças (Divulgação)
Mendoza é a cidade das vinícolas: nas férias de julho, há programação também para as crianças

No inverno, a cidade de Mendoza, na Argentina, oferece extensa programação. Os argentinos compartilham com os brasileiros as férias escolares de inverno no mês de julho. Por isso, há programação especial para crianças na cidade vinícola à beira do Monte Aconcágua. De 6 a 21 de julho, há o festival Ciudad de los chicos, programação para os pequenos, que inclui a feira do livro com temática infantil Feria del Libro y el Niño la Magia de Leer e o Festival Internacional de Marionetes.

Programe-se
Para mais informações sobre a programação, vale conferir o site oficial da cidade: ciudaddemendoza.gov.ar. Preço médio de pacote para três noites em julho é US$ 700, com aéreo incluso e hospedagem em quarto duplo.
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017