• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Coluna »

Papo de garagem

Marcelo Tokarski - Redação Publicação:04/09/2013 14:49Atualização:04/09/2013 15:14

Novo Fit a caminho...

 (Fotos: Divulgação)

Agora é oficial. A Honda acaba de mostrar no Japão as primeiras imagens da nova geração de seu monovolume. O carro ganhou um visual bem mais agressivo, com linhas marcantes nas laterais, uma dianteira mais robusta e lanternas verticalizadas na traseira. No mercado japonês, a terceira geração do Fit começa a ser vendida em setembro. No Brasil, sua produção deve ter início no primeiro semestre do ano que vem.

Cobiça despertada
 (Fotos: Divulgação)

A Lexus, divisão de luxo da japonesa Toyota, começa a vender em setembro no Brasil um sedã médio de tirar o fôlego. Trata-se do IS250, que custa R$ 175 mil na versão Luxury e R$ 188 mil na Sport. As duas guardam debaixo do capô um interessante motor 2.5 V6 de 208 cv e um câmbio automático de seis velocidades, com borboletas atrás do volante. De série, o IS250 oferece 10 airbags (dois frontais, quatro laterais, dois de cortina e dois para os joelhos), freios ABS, controles de tração e de estabilidade, bancos e teto solar elétricos, luz diurna de LED, ar-condicionado digital e tela multimídia de 7 polegadas. O visual jovial e esportivo é outro forte atributo. Os principais rivais são o BMW 328i e o Mercedes-Benz Classe C 250.

Balanço das vendas


O Gol continua reinando absoluto como o modelo mais vendido do Brasil. No primeiro semestre deste ano, o compacto da Volkswagen teve 121.356 unidades comercializadas, média superior a 20 mil por mês. Os Fiat Uno e Palio também seguem no pódio dos preferidos pelo consumidor brasileiro. Os novatos Hyundai HB20 e Chevrolet Onix aparecem bem, consolidando-se entre os top 10. Veja o ranking dos mais vendidos de janeiro e junho:

 

 

 

Versão super-herói

 (Divulgação)

As montadoras brasileiras gostam de apostar em séries especiais, que por um preço competitivo oferecem mais equipamentos de série. De olho no público jovem, a Fiat acaba de lançar o Bravo Wolverine. Baseado na versão Essence, o modelo tem motor 1.8 e diversos itens de personalização, como revestimentos especiais nos bancos, rodas de liga-leve aro 17, adesivos com as marcas da garra do Wolverine nas laterais, sensor de estacionamento, suspensão esportiva, máscaras negras nos faróis, minissaias laterais e spoiler traseiro. O hatch super-herói custa a partir de R$ 57.640.

 

Um japonês com sotaque nacional

 (Rick Radell/Divulgação)
 

A Mitsubishi já está produzindo no Brasil o utilitário-esportivo ASX. Ele será vendido na versão 2014 com motor 2.0 de 160 cv, câmbio manual ou CVT de seis marchas, airbags frontais, laterais dianteiros, de cortinas e para os joelhos do motorista, além de ar-condicionado digital. A versão AWD (com tração integral) conta ainda com controles de tração e de estabilidade, sensores de estacionamento e faróis e limpadores de para-brisa automáticos. Os preços variam de R$ 83.490 (ASX manual 4x2) a R$ 106 mil (ASX CVT AWD com teto panorâmico e faróis de xenônio).

 

Festival de novidades

 (Divulgação)

A montadora da gravatinha não tirou o pé do acelerador e trouxe uma série de novidades para o consumidor brasileiro. O compacto Onix, e sua versão sedã, denominada Prisma, é o primeiro modelo do país com motor 1.4 a ganhar um câmbio automático de seis velocidades. Os preços variam de R$ 43.390 a R$ 47.190 no Onix e de R$ 46.390 a 49.990 no Prisma. Já o sedã médio Cobalt, que continua fazendo sucesso em vendas, e o monovolume Spin incorporaram de série o sistema MyLink, uma tela de LCD de 7 polegadas no painel que reproduz fotos, vídeos, músicas e aplicativos de smartphones e permite ao motorista fazer ligações pelo sistema Bluetooth. Para o segundo semestre, provavelmente outubro, a Chevrolet começa a trazer para o Brasil o utilitário-esportivo Tracker, para bater de frente com os rivais Ford Ecoesport e Renault Duster.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017