• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Decoração | Bebês »

Quartos de sonho

Os espaços destinados a receber os herdeiros são cuidadosamente planejados pela família. Além dos detalhes charmosos, é preciso pensar na iluminação e na funcionalidade

Vanessa Aquino - Redação Publicação:24/09/2013 18:11Atualização:24/09/2013 18:22

A espera por um novo membro da família enche de expectativas os futuros pais. E, quando o assunto é o espaço que receberá o bebê, o cuidado se estende aos mínimos detalhes. Tudo deve proporcionar conforto e tranquilidade à criança e à mãe: móveis, estampas, revestimentos, cores, brinquedos e um bom projeto luminotécnico. Para isso, o designer de interiores pode orientar e buscar referências na vivência dos próprios pais para compor o quarto onde o pequeno ou pequena começará a se desenvolver.

Cláusem Bonifácio/Divulgação
Cláusem Bonifácio/Divulgação

Inspirado na sensibilidade feminina, o ambiente criado por Ana Valéria Valle e Vanessa von Glehn é uma viagem à emoção e ao encantamento. No layout, há inovação de um espaço funcional, que proporciona conforto, elegância e sofisticação, por meio dos estilos contemporâneo e neoclássico. Os tons pastéis, rosa-chá e branco estão presentes em todos os detalhes, inclusive no mobiliário, desenvolvido com materiais sustentáveis e resistentes.

 (Haruo Mikami /Divulgação)

O projeto desenvolvido pela designer de interiores Marcela Passamani atendeu aos desejos da mãe do bebê, que decidiu por uma decoração contemporânea e sem a cor rosa. Foi usado o piso vinílico sobre o porcelanato existente, a fim de aquecer o ambiente, facilitar a limpeza e evitar que o bebê se machuque ao engatinhar. Além de ganhar pintura em laca branca, o armário recebeu um acréscimo de portas e nichos coloridos em tons de sorvete: rosa seco, verde e lilás, também em laca.

 (Minervino Júnior/Encontro/DA Press)

O tema náutico foi a escolha do arquiteto Henrique Coutinho para homenagear seu avô, oficial da Marinha, na decoração do quarto do seu filho, Enzo. As cores azul-marinho, vermelho e branco harmonizam o ambiente, que tem como destaque um nicho com o nome do bebê, feito por encomenda. Os papéis de parede da Artline com listras azuis e vermelhas dão um tom mais delicado ao espaço, já que o produto parece ser pintado à mão.

 (Haruo Mikami /Divulgação)

Os tons suaves em lilás e branco acentuam a leveza do ambiente e imprimem a sensação de tranquilidade. A arquiteta e designer de interiores Beth Rosso optou por listras verticais. Os nichos sobre o berço também ajudam a organizar os brinquedos. “O quarto de bebê deve ser  leve e agradável e, claro, colorido para lembrar felicidade, infância e vida nova. Móveis brancos e muitos espelhos servem para dar a sensação de amplitude ao ambiente”, explica Beth Rosso.

 (Susana Salles Brancaglion/Divulgação)

O projeto da designer de interiores Susana Salles Brancaglion trouxe mais identidade ao quarto pensado para um menino. A ideia era deixar os móveis fixos, de forma que a criança pudesse usar à medida que crescesse. As caixas coloridas dão mais dinamismo ao quarto. O adesivo na parede foi um pedido dos pais, que queriam algo personalizado no quarto. O escritório de Susana, então, criou um desenho que envolvesse esporte em forma de balão, como numa história em quadrinhos. Luz mais indireta foi pensada para não incomodar a criança. Por isso, a opção foi usar arandelas com luz voltada para o teto. O quarto é todo revestido em MDF frisado, e as caixas laqueadas e coloridas são móveis, o que torna o ambiente ainda mais versátil. 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017