• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Turismo | Férias »

Já escolheu seu destino?

Os brasilienses são especialistas em viagens. Encontro Brasília ouviu quatro personalidades que moram na capital, que dão dicas valiosas de passeios imperdíveis, para todos os gostos

Rodrigo Craveiro - Redação Publicação:27/11/2013 15:02Atualização:27/11/2013 16:44

Os melhores locais para visitar, comer e ficar hospedado. Nos últimos anos, os brasilienses têm, cada vez mais, trocado as viagens de negócios pelas de turismo. De acordo com Carlos Vieira, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Distrito Federal (Abav-DF), os principais destinos procurados pelos brasilienses no exterior são: Miami, Orlando, Nova York, Lisboa, Paris, Madri, Barcelona, Buenos Aires, Santiago do Chile e Caribe.


“O brasiliense viaja a lazer e a negócios. Tem sido possível observar um número crescente de viagens a lazer. Não dispomos de estatísticas para traçar um perfil do viajante brasiliense, haja vista ser muito amplo o leque de motivações e interesses em viajar”, comenta Vieira. Conheça as viagens marcantes para quatro personalidades de Brasília.

Hospedagem em Florença: Adriana Muniz recomenda qualquer hotel com vista para a ponte Vecchio (Juliana A. Saad/Divulgação)
Hospedagem em Florença: Adriana Muniz recomenda qualquer hotel com vista para a ponte Vecchio

A moda é um dos atrativos de Florença: Adriana Muniz recomenda vários museus, como o Gucci e o Ferragamo (Raimundo Sampaio/Encontro/D.A Press)
A moda é um dos atrativos de Florença: Adriana Muniz recomenda vários museus, como o Gucci e o Ferragamo
 

Adriana Muniz Ricci

 

Diretora da Lord Perfumaria e presidente da Associação Brasileira das Perfumarias Seletivas Multimarcas do Brasil (ABPS)

 

Um destino: Florença, uma cidade que representa charme e amor. O município italiano é a maior cidade da região da Toscana.

Locais que merecem ser visitados: Casa Roberto Cavalli, Il Borro Spa e Vinícola, Museu Gucci e Museu Ferragamo.

Um restaurante e um prato: Restaurante Alle Murate, que fica no Palazzo dell'Arte dei Giudici e Notai, com afrescos do século XIII. Fica na Via del Proconsolo. Ali, vale pedir o purê de couve flor com lulas e azeite. Tem ainda o Gucci Museo Caffé Firenze, na Piazza Della Signoria. Lá eles servem uma salada de polvo com grão-de-bico e cevada.

Um hotel e uma região para se hospedar: Qualquer hotel ao longo do rio Arno, com vista para a ponte Vecchio, é sempre bem-vindo. Costumo ficar no hotel Lungarno Collection.

 

Milão é um destino encantador: a vista da catedral do Duomo tira o fôlego (Juliana A. Saad/Divulgação
)
Milão é um destino encantador: a vista da catedral do Duomo tira o fôlego
 

O jovem piloto brasiliense, de 17 anos, chegou a Milão, em fevereiro deste ano, quando nevava: experiência divertida (Arquivo pessoal)
O jovem piloto brasiliense, de 17 anos, chegou a Milão, em fevereiro deste ano, quando nevava: experiência divertida
 

Gustavo Lima

 

Piloto de F-4 Inglesa

 

Um destino: Milão, na Itália. Estive lá por duas vezes, sempre por causa de minhas corridas e testes, mas pude aproveitar um pouco da cidade, também. Acho muito interessante a história e toda a beleza dela. A última vez em que estive lá, em fevereiro, estava nevando. Então, foi uma experiência bem divertida, também.

Locais que merecem ser visitados: Gosto, especialmente, da Piazza Del Duomo, bem no centro da cidade. Há a Catedral de Milão, a maior catedral gótica do mundo, muito bonita. Também indico a Galleria Vittorio Emanuele II, com ótimos restaurantes e lojas de diferentes marcas.

Um restaurante e um prato: Na Itália, em qualquer lugar que você for, vai comer bem. Mas tem um famoso restaurante, dentro da Galleria Vittorio Emanuele II, chamado Biffi Caffè. O macarrão com molho Pomodoro deles é excelente!

Pontos turísticos: Com certeza, a Piazza del Duomo. O Estádio San Siro também é muito legal, um tradicional palco de grandes jogos de futebol. Além do Autódromo de Monza, um lugar com muita história para todos que gostam de automobilismo, além de estar localizado dentro de um parque enorme e muito bonito.

Um hotel e uma região para hospedar: O centro de Milão é uma área interessante para ficar, pois está perto de tudo. Você pode conhecer diversos lugares a pé ou mesmo de metrô. Fiquei no Hotel Uptown Palace Milano. Foi muito bom!

 

Torre Montparnasse, o prédio mais alto da França: arranha-céu de 210 metros em Paris (Torre Montparnasse/Divulgação)
Torre Montparnasse, o prédio mais alto da França: arranha-céu de 210 metros em Paris

Para a embaixatriz do Gabão, Jacqueline Angouo, Paris é uma segunda casa: 'É minha cidade do coração' (Minervino Júnior/Encontro/DA PRESS)
Para a embaixatriz do Gabão, Jacqueline Angouo, Paris é uma segunda casa: "É minha cidade do coração"
 

Jacqueline Angouo

 

Embaixatriz do Gabão

 

Um destino: Paris, na França. É considerada a nossa cidade do coração. Moramos lá por oito anos. Em Paris, fizemos boas amizades e tivemos a oportunidade de adquirir um imóvel. Enfim, é a nossa segunda casa.

Locais que merecem ser visitados: Sem dúvida, a torre Eiffel. Mas passear nos bateaux mouches parisienses também é algo imperdível. Tem os museus do Louvre, D'Orsay, Quai Branly e Versailles. Indico, ainda, o Champs-Élysées, o Jardim de Luxemburgo, o Quartier Latin (Quarteirão Latino), o Castelo de Versailles, a Bastilha e Montparnasse.

Um restaurante e um prato: Os restaurantes Chez Diep, Le Ciel de Paris, Le Train Bleu (Gare de Lyon), La Coupoule, Café de la Paix, Le Fouquet's, Café de Flore e o restaurante do Hotel George V. Meu prato preferido é o fois gras poêle.

Outro ponto turístico: O parque Jardin des Tuileries.

Um hotel e uma região para se hospedar: Deauville, uma cidade muito charmosa, localizada a duas horas de carro de Paris, situada na Normandia. Para se hospedar, o Hôtel Barrière. A qualidade e o serviço são impecáveis, tanto o de Paris quanto o de Deauville.

 

Izmir, a 80 km de Ephesus, na Turquia: bons hotéis e restaurantes (Divulgação)
Izmir, a 80 km de Ephesus, na Turquia: bons hotéis e restaurantes

Para o médico, um dos lugares mais fascinantes que conheceu está na Turquia: Ephesus, pelo valor histórico, arquitetônico e cultural  (Raimundo Sampaio/Encontro/D.A Press)
Para o médico, um dos lugares mais fascinantes que conheceu está na Turquia: Ephesus, pelo valor histórico, arquitetônico e cultural
 

Erasmo Tokarski

 

Dermatologista

 

Destinos: Para uma programação mais extensa, Ephesus, na Turquia; para uma viagem rápida, com o objetivo de recarregar as energias, recomendo São Jorge, na Chapada dos Veadeiros. A primeira é uma região junto ao Mar Egeu, por onde passaram e viveram os apóstolos João e Paulo. Maria, mãe de Jesus, também esteve na região. Ainda existe a casa na qual ela teria morado. Já a Chapada dos Veadeiros, em especial São Jorge, tem cachoeiras belíssimas de água cristalina, cânions, natureza virgem. Tudo isso a poucos quilômetros de Brasília. É um verdadeiro refúgio para dar um tempinho na jornada intensa da capital.

Locais que merecem ser visitados: A casa de Maria Santíssima. Ephesus tornou-se um parque histórico. No ano 200, a cidade já contava com cerca de 250 mil habitantes. É uma programação interessante, tanto pelo valor histórico, arquitetônico e cultural, quanto pela experiência religiosa, para quem tem fé. Na Chapada, indico uma visita ao Vale da Lua, um lugar bonito, que lembra as paisagens lunares por causa das pedras esculpidas pela força da água.

Um restaurante e um prato: O restaurante do Hotel Windham, em Izmir. A comida típica é carne de carneiro moída em formato de almôndegas e charutos na folha de parreira. Acho que, quando visitamos um lugar, é preciso experimentar a culinária local, pois conta muito sobre aquele povo, seus hábitos e o que eles cultivam.

Pontos turísticos: Parque Histórico de Ephesus. É realmente impressionante o sítio arqueológico que compõe aquele local.

Um hotel e uma região para se hospedar: Hotel Windham, em Izmir, que fica a 80 km de Ephesus. Em São Jorge, temos muitos chalés e pousadas aconchegantes, bem para relaxar mesmo.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017