..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

MODA | PERFIL »

Talento brasiliense

À medida que a capital começa a se firmar no cenário fashion, despontam nomes que chamam a atenção pelo estilo e profissionalismo: Sumaya Aissami é uma delas

Kely Almeida - Redação Thaís Paranhos - Redação Publicação:15/05/2014 13:23Atualização:15/05/2014 13:46

Sumaya Aissami, de 25 anos, é tão jovem quanto o mercado da moda em Brasília, mas já provou maturidade e talento suficientes para conquistar espaço nesse setor tão disputado. Nos últimos quatro anos, passou por várias mudanças, que a deixaram experiente a ponto de criar uma marca própria. Ofereceu-se para trabalhar com uma empresária da cidade, começou e encerrou uma sociedade, foi a Milão e voltou pronta para realizar um sonho. Há seis meses, abriu loja na Octogonal e viu o estilo romper a barreira do Distrito Federal e dar as caras em lugares como Teresina (PI) e Manaus (AM).


Aos 25 anos, a empresária Sumaya Aissami já cativou clientes fora de Brasília: multi-marcas do Norte e Nordeste já compram suas peças
Aos 25 anos, a empresária Sumaya Aissami
já cativou clientes fora de Brasília: multi-
marcas do Norte e Nordeste já compram
suas peças
A empresária sempre quis fazer moda, mas entrou na faculdade muito nova, aos 16 anos, e não havia curso em Brasília. Optou, então, por estudar publicidade, sem nunca se afastar do desejo de infância. “Sempre fui atirada. Em 2010, conheci uma menina que tinha uma loja e me ofereci para fazer a divulgação, totalmente pelo feeling, porque não tinha nenhum conhecimento. Mas deu supercerto. Trabalhei um ano e muita gente começou a conhecer a marca, levei muita cliente para ela”, contou.


Empolgada com o resultado do trabalho, Sumaya convidou uma amiga para ser sua sócia. As duas fizeram um curso de corte e costura e produziram  peças para vender. “Fazíamos um evento por mês e, na primeira vez, vendemos tudo. Foi um retorno bem bacana”, lembra. No entanto, a parceria chegou ao fim e Sumaya ficou sem saber o que fazer.


Partiu para um curso de verão em Milão, na Itália, formou-se em moda e voltou pronta para trabalhar. “Precisava do curso para me sentir forte e dar andamento ao meu negócio. É claro que as experiências anteriores me encorajaram e me ensinaram muita coisa, sei onde errei e onde acertei”, avaliou.


A brasiliense começou no mercado da cidade vendendo camisetas entre as amigas e pelas redes sociais. A ideia deu tão certo que as 50 peças de cada estampa já não eram mais suficientes para atender aos desejos das clientes.


Foi então que Sumaya decidiu abrir a própria loja. A marca cresceu e hoje produz coleções inteiras e até as alpargatas, hit da última temporada, com estampas exclusivas, que fizeram sucesso no último verão. Aos poucos, ela conseguiu fazer contatos em São Paulo, conhecendo as fábricas. “Hoje trabalho com todo tipo de produto, com malha, tecido plano, estampa exclusiva, jeans. Busco colocar no mercado uma peça nova, que é um passo a mais que eu dou”, comenta.

 

As peças vendidas na loja de Sumaya são produzidas em São Paulo. Exceto as camisetas, fabricadas no DF. Mas é aqui que a empresária busca inspiração para elaborar uma nova coleção. Cada etapa, desde a ideia inicial até a transformação do tecido, passa pelo crivo da brasiliense. “Tenho buscado trazer coisas novas para as clientes, que sejam a cara delas. Prezo muito pela qualidade do produto, faço teste com tecido, com modelagem, e a produção é toda minha, não compro nada pronto”, explica.

 
Cada roupa tem a cara, a marca e o estilo de Sumaya. “Não vendo nenhuma peça que nunca usaria. A mulher que eu visto é descontraída e alegre, gosta de conforto, e busco isso nas minhas peças. Não consigo vestir uma roupa que me aperta, me pinica. Uma mulher mais leve é aquela que, ao mesmo tempo, busca um pouco da sensualidade, sem deixar de estar confortável”, define.

 

Estilo copiado por milhares de seguidores nas redes sociais: 'Uma mulher mais leve 
é aquela que busca um pouco da sensualidade, sem deixar de estar confortável'
Estilo copiado por milhares de seguidores nas redes sociais: "Uma mulher mais leve é aquela que busca um pouco da sensualidade, sem deixar de estar confortável"

O sucesso da marca se justifica no esforço da empresária, que cuida pessoalmente das clientes e da loja. Além de desenhar e acompanhar toda a produção da coleção, ela vai sozinha a São Paulo aprovar cada uma das peças. Também viaja para fazer cursos e contatos. “Eu administro a loja, faço a divulgação, produzo as fotos, os eventos, tudo. É o começo ,  e sei que aos poucos vai melhorar. Hoje, por exemplo, eu tenho uma funcionária que me ajuda bastante”, conta. Discreta e caseira, Sumaya prefere um jantar com os amigos ou o namorado a uma festa badalada. Tudo em sua vida está voltado para a loja.


Com tanta dedicação ao trabalho, Sumaya começa a colher os frutos dos anos de esforço. E as mudanças são rápidas. Hoje, a empresária tem clientes em todo o Brasil. Vende para multimarcas no Norte e no Nordeste do país. Graças à divulgação nas redes sociais – são mais de 4 mil seguidores no Instagram – e ao site www.sumayaaissami.com.br, onde comercializa as peças também. E tem planos para o futuro. Quer ampliar o leque de cidades, além de lançar uma linha de camisetas masculinas.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017