..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

NA MESA | Liana Sabo »

Novidades do mercado gastronômico

Publicação:23/05/2014 11:30Atualização:23/05/2014 12:22

 (Raimundo Sampaio/Encontro/DA PRESS)
 (Raimundo Sampaio/Encontro/DA PRESS)

 

 

 

 





 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 (Rômulo Jacy/Divulgação)
Doce autêntico

Ainda bem que há no mundo quem tenha o cuidado de preservar as receitas como elas foram criadas. Na mesma semana em que fechou na Itália o restaurante Le Becchiere, em Treviso, onde a família Campeol inventou o tiramisù nos anos 1970, o Due Trattoria e Bruschetteria inaugurava no subsolo da loja, na 209 Norte, sala de jantar com cardápio renovado. No item sobremesa, desponta o mais famoso doce italiano preparado com café, biscoito champanhe e queijo mascarpone importado. Delicioso!

 

 

Borbulhas bicampeãs  
Pela segunda vez - a primeira foi em 2010 -, o Gran Legado Brut Champenoise conquista o prêmio de melhor espumante nacional no top ten da Expovinis, o principal evento de vinhos da América Latina, que ocorre em São Paulo, no mês de abril. O rótulo vem colecionando prêmios conquistados na França, Inglaterra, Alemanha e Itália, além de ter sido o primeiro espumante brasileiro a receber medalha de ouro no Wine Challenge, em Londres. Elaborado com variedades Chardonnay e Pinot Noir, o produto é resultado de 21 meses de maturação, 'sob perfeitas condições de temperatura, o que possibilitou o desenvolvimento de aromas', explica o enólogo Christian Bernardi, criador do espumante gaúcho no Vale dos Vinhedos. Está disponível na Art du Vin. (Divulgação)
Borbulhas bicampeãs

Pela segunda vez - a primeira foi em 2010 -, o Gran Legado Brut Champenoise conquista o prêmio de melhor espumante nacional no top ten da Expovinis, o principal evento de vinhos da América Latina, que ocorre em São Paulo, no mês de abril. O rótulo vem colecionando prêmios conquistados na França, Inglaterra, Alemanha e Itália, além de ter sido o primeiro espumante brasileiro a receber medalha de ouro no Wine Challenge, em Londres. Elaborado com variedades Chardonnay e Pinot Noir, o produto é resultado de 21 meses de maturação, "sob perfeitas condições de temperatura, o que possibilitou o desenvolvimento de aromas", explica o enólogo Christian Bernardi, criador do espumante gaúcho no Vale dos Vinhedos. Está disponível na Art du Vin.
 

 

 (Divulgação)
Não é só uma loja de quadra

Brasília acaba de ganhar na 114 Sul uma casa de carnes, onde você pode escolher não só cortes exóticos, embalados a vácuo, como pacotes customizados, como o filé de cada dia, preparados no açougue, e até levar para casa assados prontos, como frango, codorna, linguiça, picanha maturada e cortes suínos. De propriedade de Carolina Chaer e Alexandre Valerio, ex-sócio do Empório das Carnes, que funcionou por 20 anos na 206 Norte, o Chicago Prime abre todos os dias, inclusive aos domingos até as 15h. O nome identifica a cidade, que é  uma referência em carnes nos Estados Unidos - o casal viveu por 12 anos em Miami. Até o fim do ano, eles pretendem instalar nos fundos da loja um bistrô com mesinhas para a clientela degustar a variedade de cortes, como o kobe da Intermezzo; a picanha da Swift; as salsichas da Berna; o cordeiro neozelandês da Wessel; a paleta e coxão duro da Beef Passion, além do peito suíno preparado em Brasília pelo holandês Raymond Graumans.

 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017