..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

GASTRÔ | MERCADO »

Prontos para a Copa do Mundo

O circuito gastronômico de Brasília entrou no clima do Mundial e aposta em várias inovações para atrair os torcedores brasilienses - e também os turistas

Rodrigo Craveiro - Redação Publicação:13/06/2014 14:15Atualização:13/06/2014 15:18

O patriotismo está descrito na decoração e em programação especial: diversos bares e restaurantes brasilienses criaram drinques e pratos para se preparar para o maior torneio de futebol do planeta. Quem decidir assistir aos jogos nos telões e tevês montados nesses estabelecimentos vai poder usufruir de sabores requintados e de momentos inesquecíveis.

Durante a Copa, o Paradiso Cine Bar vai servir o drinque Viva o Brasil: inspiração em documentário homônimo da década de 1970 (Rômulo Juracy / Divulgação)
Durante a Copa, o Paradiso Cine Bar vai servir o drinque Viva o Brasil: inspiração em documentário homônimo da década de 1970

Um dos points mais famosos e tradicionais de Brasília, o Dudu Camargo Bar e Restaurante, na 303 Sul, adapta -se para receber visitantes estrangeiros. Além de funcionários com fluência em inglês, a casa incorporou seu cardápio e sua carta de vinhos no iPad. “O cliente poderá escolher os vinhos em até três idiomas, tanto o menu quanto a carta de vinhos, indicando a harmonização da bebida com o prato”, explica o gerente e sommelier, Ivanildo Carvalho.

O chef e proprietário Dudu Camargo planeja elaborar pratos com ingredientes tipicamente brasileiros. “Vamos explorar a goiabada e o queijo coalho”, conta Carvalho. Entre os pratos que devem fazer sucesso durante a Copa, estão o filé com redução de vinho tinto e goiabada cascão acompanhado de risoto de queijo coalho (R$  64,15); o filé grelhado com redução de aceto e cebola roxa em crosta de baru e ervas frescas com risoto de aspargos frescos (R$ 64,15); o risoto de carne seca, gorgonzola e quibebe  (R$ 45,80); e o robalo baru com arroz de caju-passa do cerrado (R$ 69,90).

 

No Dudu Camargo Bar e Restaurante, a  aposta é no filé com redução 
de vinho tinto  e goiabada acompanhado de risoto de  queijo coalho (Ed Alves / CB / DA Press)
No Dudu Camargo Bar e Restaurante, a
aposta é no filé com redução de vinho tinto
e goiabada acompanhado de risoto de
queijo coalho
Sabor exportação: de acordo com a proprie-   tária do Lake's, Gisele Ribeiro, a maioria dos clientes pede a famosa picanha brasileira (Bruno Pimentel / Encontro / DA Press)
Sabor exportação: de acordo com a proprie-
tária do Lake's, Gisele Ribeiro, a maioria
dos clientes pede a famosa picanha brasileira
Decorado com bandeiras do Brasil e de todos os países participantes da Copa, o Lake’s, na 402 Sul, vai disponibilizar três telões. “Nosso cardápio já é genuinamente brasileiro, mas fizemos um menu especial para grupos que solicitaram. A maioria dos clientes pede a famosa picanha brasileira”, explica a proprietária, Gisele Ribeiro. Aberto do meio-dia à meia-noite, de segunda a sábado, e do meio-dia às 17h, aos domingos, o Lake’s deposita suas fichas em um prato delicioso e tipicamente nacional: a picanha com arroz biro-biro e farofa de ovos. Sai por R$ 73,70.

Especializado em parrilla, o restaurante El Negro (413 Norte) também faz questão da originalidade. “Vamos fazer um prato especial para a Copa”, conta o chef Marcelo Piucco. Com o nome sugestivo, o Olé é um escalopinho de picanha coberto com molho de mostarda e ervas, acompanhado de farofa de ovos e arroz parrillero. “Estamos esperando um bom público. Somos um restaurante de parrilla e tanto os brasileiros quanto os estrangeiros gostam de comer carne, não é?”, diz Piucco. “E carne combina bem com futebol”, garante. A casa também vai funcionar do meio-dia à meia-noite.


Com lojas em Águas Claras e no Terraço Shopping, o American Prime transmitirá todos os jogos da Copa em um enorme telão de alta definição. “Teremos um happy hour dose dupla, com chope, drinques, caipirinhas e caipiroscas durante os jogos”, conta Paulo Cesar Ribeiro, gerente operacional da rede American Prime, que espera um grande número de estrangeiros, muitos dos quais já estão fazendo reservas. “Também implantamos no mercado nacional um cardápio eclético, 70% bilíngue, distribuído entre ações promocionais”. O cliente poderá saborear o trio happy hour, com linguiça especial, batatas fritas cobertas com queijos derretidos e bacons bits, além de quatro ripas do baby back ribs, regadas com barbecue.

Outro que se prepara para o mundial é o Rubaiyat. Além do cardápio à la carte com as premiadas carnes, o restaurante vai oferecer petiscos de estádio, elaborados de forma especial. Entre eles, estão pipoca trufada, nuts caramelizadas e mini-hambúrgueres gourmet. Os jogos serão transmitidos num telão de LED instalado no salão principal. Para as partidas do Brasil, a varanda do Rubaiyat, com bela vista para o Lago Paranoá, receberá decoração temática, cinco televisores e um cardápio especial e variado, que inclui rodízio com comida de boteco (linguiça de lombo, costelinha de porco, filé ao molho madeira, frango a passarinho etc) e bebidas. Tudo por R$ 89. As vitórias da seleção canarinho serão comemoradas com a presença de um DJ.

No El Negro, o prato da Copa é o sugestivo Olé: escalopinho de picanha coberto com molho de mostarda e ervas, acompanhado de farofa de ovos e arroz parrillero (Ed Alves / CB / DA Press)
No El Negro, o prato da Copa é o sugestivo Olé: escalopinho de picanha coberto com molho de mostarda e ervas, acompanhado de farofa de ovos e arroz parrillero

No American Prime, o trio happy hour  é a novidade para atrair os turistas  quem vêm a Brasília para a Copa:  cardápio eclético e bilíngue   (Minervino Júnior / Encontro / DA Press)
No American Prime, o trio happy hour
é a novidade para atrair os turistas
quem vêm a Brasília para a Copa:
cardápio eclético e bilíngue

O Paradiso Cine Bar, na 306 Sul, abrirá suas portas às 13h nos dias de jogos do Brasil. “Vamos instalar mais televisores e colocaremos uma promoção de drinques exclusivos ligados à cultura dos países que estiverem jogando”, anuncia Octavio Basso, proprietário do local. Durante toda a Copa do Mundo, a casa vai comercializar o drinque Viva o Brasil, feito com xarope artesanal de maracujá e camomila, vodca, licor de maçã verde, uva branca e raspas de laranja. “Ele foi inspirado em um documentário homônimo que fez sucesso na década de 1970”, comenta.

Há ainda os estabelecimentos que vão fechar durante os jogos. O restaurante Oscar, que fica dentro do Brasília Palace Hotel, por exemplo, não estará aberto ao público entre os dias 12 de junho e 13 de julho. No Ares do Brasil, localizado na QI 17 do Lago Sul, a opção do proprietário e chef Rodrigo Cabral é de funcionar somente para o almoço em dias de jogos do Brasil. “Na final da Copa, no dia 13, também vamos dar folga aos funcionários”, avisa, para evitar que clientes sejam surpreendidos. Mesmo reduzindo o horário de funcionamento, Rodrigo já sabe que muitos gringos vão procurar pelas “brasileirices” de seu cardápio e da carta de drinques, que tem mais de 15 itens exclusivos. É só se programar e torcer para o futebol trazer mais alegrias!

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017