..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Vencedor | Japonês »

Kojima

Um oriental nordestino

Da redação - Redação Publicação:03/09/2014 09:00Atualização:03/09/2014 09:57

O recifense Alexandre Faeirstein trouxe para Brasília toques e sabores de sua terra natal na cozinha japonesa: menu de qualidade aliado à sofisticação (Raimundo Sampaio / Encontro / DA Press)
O recifense Alexandre Faeirstein trouxe para
Brasília toques e sabores de sua terra natal na
cozinha japonesa: menu de qualidade aliado
à sofisticação

Transformar o rodízio em um padrão à la carte é o grande motor do chef Alexandre Faeirstein. E ele viabiliza o feito desde 2010, quando a marca recifense Kojima tinha apenas nove meses de Brasília. Dá tão certo que atualmente há demanda média de 200 festivais por dia (R$ 57,90 no almoço em dias úteis e R$ 63,90 no jantar ou em qualquer horário do fim de semana) demandando uma compra de três toneladas de salmão por mês.


Correspondente a 85% dos pratos apresentados no menu do restaurante, o sistema que permite comer à vontade faz sucesso ao misturar a tradicional cozinha japonesa com criações contemporâneas.


Fã do resgate de memórias da infância nos pratos que cria, Faeirstein usou a parte das sobremesas (somente à lá carte) para retratar os sabores de Recife, sua terra natal. O Tempurá Nordestino (R$ 16,90), que envolve banana em massa frita e acompanha farofa de amendoim, é um dos representantes. Não raro, algumas criações ganham o gosto dos clientes e permanecem por anos entre as mais pedidas. É o caso do Fantasia (R$ 39): o prato com lâminas de peixe é levemente cozido em um molho frio, à base de limão-siciliano e shoyo; e também em molho quente, de azeite e óleo de gergelim.


Para o chef pernambucano, fica o estímulo para o que busca diariamente, quando a fila de espera começa a se formar do lado de fora: um menu de qualidade aliado à sofisticação, que reflete no ambiente.

 

 (Raimundo Sampaio / Encontro / DA Press)
 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017