..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Gastrô | Receitas »

O cítrico que satisfaz

Clássico da cozinha italiana, o limão-siciliano ultrapassou as barreiras geográficas e tem ganhado cada vez mais espaço em combinações contemporâneas

Jéssica Germano - Redação Publicação:26/11/2014 12:00Atualização:26/11/2014 13:31

 (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)




O cheiro e a cor dele são inconfundíveis. Seja como protagonista em uma criação, seja como o marcante licor limoncello, seja como mero toque para finalizar o prato, a personalidade do fruto eternizado pelas cozinhas do Sul da Itália é unanimidade. Da entrada à sobremesa, o limão-siciliano ganhou os paladares também dos brasilienses e não para de convidar à mesa em menus espalhados pela cidade.


“Suco, calda, cheesecake...”, lista Flávio Leste o início das dezenas de apropriações que o limão de casca amarela permite. Chef do Villa Tevere, casa que bebe na fonte da culinária marcada por massas e azeites, ele acredita que a “culpa” é da globalização, que não exclui a gastronomia. “O limão-siciliano é tipicamente italiano, mas hoje é um produto mundial”, constata. E descreve sua imponência. “É um ingrediente tão requintado, tão fino, que é perceptível com um toque leve.”


Um dos responsáveis pelo comando das caçarolas do Ristorante Limoncello, Divino Barbosa, lembra que, apesar do insumo ser cítrico, como qualquer limão, os possíveis preconceitos devem ser superados. “É um fruto de boa harmonização e bem aceito em qualquer cozinha”, garante.

 


 

 

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017