..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

COMPORTAMENTE | CONSUMO »

A melhor parte dos preparativos

Que organizar um casamento não é tarefa fácil, todo mundo sabe. Mas fazer a lista de presentes pode ser bem mais prazeroso que os noivos imaginam

Wal Sousa - Publicação:05/05/2016 09:59Atualização:06/05/2016 09:43
Quem está prestes a se casar sabe que os sentimentos que antecedem o grande dia envolvem uma mistura de emoções, alegria, ansiedade e tensão. Mas fazer a lista de presentes, provavelmente, será uma das partes mais empolgantes. Afinal, nela, os noivos escolhem o que desejam para a casa nova, é o começo de uma nova vida.

Prática para noivos e convidados, a lista personalizada pode ser feita em lojas físicas ou pela internet. Na hora das compras, os mais tradicionais gostam de pegar nas mercadorias e ver o que estão levando, enquanto os mais jovens geralmente primam pela praticidade das compras sem sair de casa.
 
 
 
Organizar uma lista benfeita requer alguns cuidados para que tudo saia com perfeição. Pensando em facilitar a vida dos pombinhos, profissionais da área e casais que já passaram pela situação contam a Encontro Brasília suas experiências.

Primeiramente, ter a ajuda de um cerimonial sempre favorece a estruturação do evento, uma vez que os anfitriões estão com as emoções à flor da pele. O cerimonialista César Serra, da Luxo de Festa, relata que, em diversos casos, as pessoas se preocupam em selecionar presentes mais caros, como eletrodomésticos, eletrônicos, cristais, prataria, e acabam se esquecendo dos triviais, aqueles que usamos todos os dias, como jogos de copos, aparelho de jantar, talheres, fruteira, cafeteira, entre outros. 
 
O cerimonialista César Serra, da Luxo de Festa: 'As pessoas se preocupam em selecionar presentes mais caros e acabam se esquecendo dos triviais' (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)
O cerimonialista César Serra, da Luxo de Festa: "As pessoas se preocupam em selecionar presentes mais caros e acabam se esquecendo dos triviais"
 
 
O casal Thais Germano e Alessandro Pereira namorou por seis anos e, quando decidiu subir ao altar, a noiva já se empolgou. "Nós resolvemos que eu escolheria todos os produtos das listas de presentes, pois ele já estava participando das outras decisões da festa. Foi superdivertido e, sem dúvida, uma das etapas de que mais gostei", comenta Thais. Como conselho para colegas noivinhas, ela diz que é importante criar a lista com antecedência. "Além disso, é bom conhecer a logística das empresas, em especial, aquelas que vendem pela internet, buscando saber se 'dão baixa' no que já foi vendido e se cobram pela entrega em domicílio."

De acordo com Simone Mourthe, supervisora geral da Tool Box, os noivos precisam estar atentos no momento da seleção dos produtos. "É interessante que a lista ofereça opções de valores baixos, médios e altos, abrangendo as possibilidades de aquisição dos convidados." Para ser ainda mais prático e não gastar tempo na escolha dos itens, a empresa disponibiliza em seu site listas sugeridas no estilo de cada casal: contemporâneo, clássico, open house e gourmet.
 
'Os noivos precisam estar atentos no momento da seleção dos produtos', diz Simone Mourthe, supervisora geral da Tool Box, que sugere opções de valores baixos, médios e altos (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)
"Os noivos precisam estar atentos no momento da seleção dos produtos", diz Simone Mourthe, supervisora geral da Tool Box, que sugere opções de valores baixos, médios e altos
 
 
Marcela Coelho de Lima e Felipe Gabriel de Sousa já haviam comprado os artigos básicos como jogo de toalha, roupa de cama, utensílios de banheiro e cozinha. Por isso priorizaram os eletrodomésticos. "Selecionamos apenas duas lojas para simplificar o recebimento dos presentes. Algumas dão opção de transformá-los em créditos, assim ficou fácil somar o que ganhamos para pegar o que estávamos precisando", diz Marcela.
 
'Selecionamos apenas duas lojas para simplificar o recebimento dos presentes', diz Marcela Coelho, que decidiu tudo ao lado de Felipe de Sousa (Henrique Gasper/Divulgação)
"Selecionamos apenas duas lojas para simplificar o recebimento dos presentes", diz Marcela Coelho, que decidiu tudo ao lado de Felipe de Sousa
 
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 58 | outubro de 2017