..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

SAÚDE | ESTÉTICA »

Olheiras: como dar um fim a elas?

Tratamentos, produtos e truques de maquiagem nem sempre parecem solução para quem sofre desse mal. Mas especialistas garantem que há como amenizar o problema

Wal Sousa - Publicação:06/05/2016 09:44
Dizem que a beleza vem de uma noite bem dormida, mas, com rotina agitada, o sono revigorante tem se tornado cada vez mais raro para muitas pessoas. Devido a isso, o surgimento das olheiras parece inevitável. Porém, o surgimento delas pode ter causas mais sérias, mas, nem por isso, são impossíveis de ser resolvidas, garantem os especialistas ouvidos por Encontro Brasília. Para ajudar a solucionar ou pelo menos amenizar o problema, profissionais indicam os melhores tratamentos, produtos disponíveis no mercado e truques de maquiagem que vão deixá-la pronta para qualquer situação.

A dermatologista Cristina Salaro, pós-graduada na Harvard Medical School e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), enumera fatores que estão relacionados com o surgimento das olheiras. "Podemos classificá-las em três tipos: olheiras por acúmulo de melanina, de cor castanha, origem genética e comum em pessoas de ascendência árabe ou indiana, por exemplo. Olheiras por flacidez da pele e congestão vascular local, que costumam ser arroxeadas e acentuadas por cansaço e noites mal-dormidas. E as causadas por sulco nasolacrimal profundo, em geral, genético, e agravado com a perda de gordura da região que promove sustentação do sulco lacrimal. Ou seja, envelhecer e emagrecer também pode acentuar as olheiras", explica.

A advogada Isabela Bicalho tem 35 anos e sabe bem o que é conviver com o problema. "Desde a adolescência, eu me incomodava com a sombra arroxeada em volta dos meus olhos. Sentia necessidade de usar corretivo para disfarçá-las e usei também alguns cremes, mas não obtive o resultado esperado", conta. Isabela, então, com indicação da dermatologista, fez um preenchimento com ácido hialurônico e tem cremes específicos para uso em casa. "O resultado foi além das minhas expectativas, ficou supernatural", comenta a paciente.
 
A advogada Isabela Bicalho é paciente da dermatologista Cristina Salaro e fez preenchimento com ácido hialurônico para se livrar das olheiras: 'O resultado foi além das minhas expectativas' (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)
A advogada Isabela Bicalho é paciente da dermatologista Cristina Salaro e fez preenchimento com ácido hialurônico para se livrar das olheiras: "O resultado foi além das minhas expectativas"
 
 
Os tratamentos são indicados após a análise do tipo de problema de cada pessoa. Olheiras por acúmulo de melanina requerem substâncias clareadoras em forma de gel ou creme, como ácido kójico, ácido glicólico ou hidroquinona. Lasers ou luz intensa pulsada também são utilizados nesse caso. Já as olheiras causadas por sulco nasolacrimal profundo requerem a reposição de volume do local, feito com preenchimento à base de ácido hialurônico. Cristina Salaro explica que em todos os casos é preciso cuidado constante e reaplicações periódicas: "De modo geral, a luz pulsada é feita a cada dois meses e o preenchimento, uma vez ao ano, para que se obtenha resultado satisfatório. Aporcentagem de sucesso nos tratamentos varia de 30% a 90%."

Depois dos tratamentos estéticos feitos em clínicas, continuar os cuidados em casa potencializa os efeitos benéficos. Na opinião da dermatologista Bárbara Moura, passar cremes à base de vitamina K, cafeína, chá verde, ácido kójico e vitamina C proporciona resultados eficazes. Ela diz que para os momentos de emergência, como uma festa, os adesivos para olheiras podem ser usados como paliativos, pois contêm ativos que melhoram a circulação sanguínea, reduzem o inchaço e podem auxiliar na redução de bolsas leves, além de clarear temporariamente as olheiras. "Não há contraindicação, a não ser que a pessoa seja alérgica a alguma substância presente na fórmula", explica.

Atualmente, os tratamentos mais modernos são as cápsulas, que unem substâncias capazes de promover o clareamento da pele (Pinus pinaster ou Pycnogenol), que melhoram a circulação local; aliadas ao laser e ao preenchimento, formando um tratamento combinado. É importante ressaltar que a maioria dos procedimentos são indolores. O que produz um pouco de desconforto é o laser de Co², nesse caso é necessário repouso em casa por três dias e evitar a exposição ao sol por 30 dias após a aplicação.

Para quem não pode ou não quer realizar procedimentos estéticos, lançar mão da maquiagem é uma ótima alternativa. A vendedora Francisca Sena trabalha com moda e está sempre maquiada. "Não abro mão do corretivo para disfarçar as olheiras, mas, para diminuí-las, costumo fazer antes compressa com gelo e pepino em casa", conta. A maquiadora Ana Touriño Lima lista, ao lado, dicas que incrementam o make e ajudam a disfarçar imperfeições.
 
Por trabalhar com moda, Francisca Sena está sempre maquiada: 'Não abro mão do corretivo para disfarçar as olheiras', diz (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)
Por trabalhar com moda, Francisca Sena está sempre maquiada: "Não abro mão do corretivo para disfarçar as olheiras", diz
 
Truques
Confira dicas que podem disfarçar as olheiras


> Com maquiagem, é possível cobrir todas as tonalidades de olheiras, mas as bolsas embaixo dos olhos não tem como disfarçar por completo. O truque é criar ilusões de luz e sombra para melhorar o aspecto de profundidade

> A maquiagem é também uma ciência. Os corretivos coloridos servem para neutralizar os tons das olheiras. Por exemplo, o amarelo vai disfarçar manchas e olheiras arroxeadas. Já a mistura do amarelo com o roxo forma um tom neutro. "O objetivo é criar um tom neutro, que se equipare ao tom da pele",  ensina Ana

> Para quem tem olheiras mais destacadas, é interessante realçar outra parte do rosto para chamar menos atenção para os olhos. O uso de delineador escuro nas pálpebras também é indicado, pois cria uma "barreira" entre as cores

>
Para cobrir as olheiras, quanto menor a quantidade de produtos, melhor. A área dos olhos é bastante sensível e é preciso evitar o aspecto de pele ressecada ou craquelada. "Usar uma esponja úmida e depositando cor em finas camadas é o ideal",  indica a maquiadora
 
A maquiadora Ana Touriño dá dicas: é possível incrementar o make e disfarçar imperfeições (Raimundo Sampaio/Encontro/DA Press)
A maquiadora Ana Touriño dá dicas: é possível incrementar o make e disfarçar imperfeições
 
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 55 | Julho de 2017