..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eles também podem

Com o aumento dos cuidados pessoais para homens, produtos e canais voltados para o universo masculino mostram que maquiagem também pode ser assunto para eles

Publicação:02/08/2016 16:43
O publicitário Jadson Nobre usa maquiagem no seu dia a dia: 'O grande truque é você usar e não perceberem que está usando' (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O publicitário Jadson Nobre usa maquiagem no seu dia a dia: "O grande truque é você usar e não perceberem que está usando"
Que muitos homens passaram a assumir sua vaidade e se cuidar cada vez mais, é uma tendência que não se pode negar. Mas se homens que usam cremes, produtos para cabelo e barba já não surpreendem quase ninguém, falar em maquiagem masculina ainda causa espanto em muita gente. O tema, no entanto, vem ganhando destaque. Cursos e canais no YouTube que dão dicas de como usar a maquiagem masculina são exemplos disso e fazem com que mais homens se arrisquem a pintar o rosto sem o menor constrangimento.

A oferta de produtos de maquiagem criados especificamente para homens é outro sinal de que se maquiar pode ser uma tendência masculina. Marcas internacionais como a renomada Tom Ford são exemplos que dedicaram produtos aos homens. No Brasil, a Avon lançou recentemente uma linha de produtos voltada para “todes” – homens, mulheres e personalidades conhecidas por questionar identidades de gênero estão no comercial do novo BB Cream Matte Avon Color Trend, um produto voltado para todas as pessoas, independente de gênero ou cor.

O publicitário Jadson Nobre é um exemplo de homem que resolveu aderir à maquiagem para o dia a dia. Ele conta que o interesse começou cedo, ainda na adolescência: “Eu comecei a usar e me interessar por maquiagem bem novo, pois me incomodava com as espinhas e manchas na pele. Daí já arriscava uma base da mãe e tal para poder cobrir”, lembra.

Embora ao se falar sobre maquiagem já se pense logo em pinturas carregadas e chamativas, em geral a masculina é mais discreta e algumas vezes quase passa despercebida. “As pessoas já criam aquela máscara maquiada na cabeça e imaginam alguém completamente diferente de como ela é”, constata Jadson. “No caso da maquiagem masculina, ela é mais leve e o grande truque é justamente você usar e não perceberem que está usando”, acredita.

A liberdade de escolher o quanto usar de maquiagem é algo que o publicitário defende e acredita ser fundamental para fugir de padronizações e regras que podem se tornar opressoras. “Acho que devemos poder mudar o que incomoda a nós mesmos quando nos olhamos no espelho e não ficamos felizes. Não podemos deixar que nos imponham nada.”

O maquiador Rodrigo Santonrine conta que no salão em que trabalha os homens estão cada vez mais presentes: o cliente Adriano Cardoso comprova a tendência (Raimundo Sampaio/Esp. Encontro/DA Press)
O maquiador Rodrigo Santonrine conta que no salão em que trabalha os homens estão cada vez mais presentes: o cliente Adriano Cardoso comprova a tendência
A maquiagem masculina, em geral, foca, de fato, em corrigir pequenas imperfeições, harmonizar o contorno e a pele, reduzir brilho, mas não é só isso. É possível ousar mais, explica o maquiador Fabiano Okabayashi, criador do primeiro curso de maquiagem masculina do país. “Não podemos menosprezar o homem e usar apenas um ‘pozinho’ para tirar o brilho, existe uma grande atenção para que tudo seja corrigido com o aspecto mais natural possível”, defende.

Fabiano comanda um canal no YouTube, o Maquiagem de Homem, no qual dá dicas de beleza e aborda outros temas além da maquiagem. “Quando comecei com os vídeos, achei que teria uma rejeição, mas fiquei surpreso em saber que existem tantos homens que pensam igual a mim. Mais especificamente, são 300 mil (juntando todas as minhas plataformas)”, diz Fabiano. Ele conta que decidiu ensinar técnicas no Youtube quando notou que havia carência por esse tipo de informação. “Quando percebi que não existia conteúdo sobre o assunto, vi que não poderia guardar esse conhecimento apenas para mim”, explica.

O maquiador Rodrigo Santonrine diz que há uma reação exagerada quando se fala em maquiagem masculina pela primeira vez e explica que, às vezes, um trabalho discreto também pode ser muito eficaz. “Quando falamos em maquiagem, já pensamos na quantidade grande de produtos e logo vem à mente um rosto mascarado e artificial. Mas a verdade é que, dependendo do momento e da pele, um simples BB Cream já ajuda muito”, comenta.

Rodrigo conta que, no salão em que trabalha, os homens estão cada vez mais presentes e exigem até mudanças na forma de trabalho. “O aumento aqui tem sido tanto que estamos montando um espaço bem mais diversificado para atender essa demanda. Cada dia mais, homens tem nos procurado”, conta.

Fabiano Okabayashi criou o primeiro curso de maquiagem masculina do Brasil e hoje tem mais de 300 mil seguidores nas redes sociais: %u201CNão podemos menosprezar o homem e usar apenas um %u2018pozinho%u2019 para tirar o brilho%u201D
 (Divulgação)
Fabiano Okabayashi criou o primeiro curso de maquiagem masculina do Brasil e hoje tem mais de 300 mil seguidores nas redes sociais: %u201CNão podemos menosprezar o homem e usar apenas um %u2018pozinho%u2019 para tirar o brilho%u201D
Mesmo com o aumento do interesse de homens pelo tema, tanto Jadson quanto Rodrigo acreditam que ainda existe preconceito. “Ainda existe, sim, opiniões mais resistentes de pessoas que acham que muda o caráter de alguém usar algo que foge do ‘padrão’ de masculinidade que ele acredita”, constata Jadson.

“Sempre existe preconceito no primeiro momento, ainda mais quando a pessoa é leiga no assunto e vai ter um contato novo com o material”, acredita Rodrigo. Para quem tem medo de se maquiar e não tem ideia de como ficaria, ele recomenda observar atores na televisão. “Eles sempre estão maquiados. E, se mesmo assim ainda tiver dúvidas, procure um profissional e peça uma prévia de como você ficaria”, indica.

Rodrigo conta que ele mesmo é um adepto da maquiagem no dia a dia. “Tenho uma rotina muito corrida e agitada. A maquiagem ajuda a esconder imperfeições, uma noite maldormida”, conta. “É claro que não é só maquiagem que dá jeito em tudo, beber bastante água, uma dieta saudável e equilibrada, cremes adequados ao seu tipo de pele ajudam muito”, ressalva, deixando claro que não há milagres.

Adepto da maquiagem há bastante tempo, Adriano Cardoso, gerente de uma loja de roupas, conta que prefere usá-la quando participa de eventos ou em outras ocasiões especiais, mas diz que, às vezes, os produtos de beleza podem ajudar a se sentir melhor e são uma maneira de manter elevada a autoestima. “É algo usado para cobrir imperfeições, manchas ou até mesmo em um dia em que você não acorda se sentindo tão bem e quer estar bonito. Acho muito válido”, acredita.
Para ele, o crescimento do uso de maquiagens masculinas é fruto da preocupação maior dos homens com a própria imagem. “Hoje os homens se preocupam bastante com a aparência. Até porque a imagem é algo que as pessoas notam muito atualmente”, opina Adriano. Se a vontade é aprender mais sobre o assunto, alguns canais do YouTube podem ser uma ótima fonte para quem quer obter mais conhecimento na área.
 
 
COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017