..
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

DECORAÇÃO | Artefatos »

Em destaque no ambiente

Os projetos de iluminação pedem capricho nas escolhas - e modelos sofisticados de pendentes respondem à altura

Wal Sousa - Publicação:05/09/2016 15:40Atualização:05/09/2016 15:49

O mercado disponibiliza grande variedade de luminárias para projetos de iluminação, que, diga-se, estão cada vez mais em evidência. Muita gente, no entanto, tem dúvidas a respeito das diferenças entre os modelos comumente oferecidos pelas lojas especializadas, especialmente pendentes, luminárias e lustres – assim como a maneira correta de usá-los. Para ajudar nessas escolhas, Encontro Brasília conversou com profissionais que sabem trabalhar bem a aplicabilidade e o charme desses objetos.

 

O arquiteto Lutero Leme explica que todos os artefatos citados são luminárias, o que varia são os modelos e as funções: podem ser luminárias de chão, de mesa, embutidas, externas e de parede. “O pendente, como o próprio nome diz, é pendurado e ligado diretamente ao teto, permite o uso em todos os ambientes residenciais ou corporativos”, explica. Segundo o arquiteto, a altura não deve ficar tão baixa, a ponto de prejudicar a passagem, nem tão alta que não ilumine o ambiente adequadamente. E exemplifica: “Sobre a bancada da cozinha ou na mesa de jantar, a distância mínima do teto é de 20 cm e deve estar afastado da mesa entre 70 cm e 90 cm para que não atrapalhe a visão das pessoas sentadas. Na sala e no corredor, o pé-direito deve servir de referência”, diz.


Os lustres são elementos maiores e compostos por vários braços, para suportar lâmpadas ou até mesmo velas, normalmente colocados em espaços com pé-direito mais alto e amplo. As novidades estão relacionadas especialmente às matérias-primas, como vidros, cristais, acrílico, pedraria e tudo que fizer referência à transparência e brilho, das mais diversas formas e tamanhos. “É uma tendência mundial. Recentemente decorei uma residência em Miami na qual foi predominante o uso de pendentes com cristais”, conta Lutero Leme.

 

 (Haruo Mikami/divulgação)

Inspirador

 

A instalação contemporânea e única que compõe o projeto de escritório dos arquitetos Eduardo Sáinz e Lilian Glayna marca a proposta batizada de Unexpected Welcome, que significa entrada inesperada. A ideia é a de uma recepção que fuja do comum e que surpreenda os frequentadores de forma positiva e inspiradora. O estilo industrial do escritório, marcado pelo uso de cimentício e metal, evidencia-se pelo pendente que une canos e lâmpadas, colocados acima da mesa de reunião. De acordo com os profissionais, o moderno espaço foi criado com aço corten e granito levigado, imprimindo elegância e originalidade ao ambiente.

 

 (Jomar Bragança/Divulgação)

Confortável

 

A elegante sala projetada por Bia Mabe e Márcia Rajão conta com escolhas equilibradas para compor uma ideia sofisticada, rica em soluções que ajudam a proporcionar sensações diversas, como amplitude, aspecto visual e conforto físico. “O pendente escolhido complementa o decor, estrategicamente instalado para iluminar o centro da sala de jantar e valorizar o espaço como um todo. A proposta foi idealizada com base no estilo de morar do brasiliense, explorando a tendência do ‘novo luxo’, no qual o conforto é a palavra principal do conceito”, explicam as profissionais.

 

 (Jomar Bragança/Divulgação)

Marcante

 

O layout integrado do apartamento projetado por Thaciana Silveira é valorizado pela escolha de adereços decorativos e mobiliários de design, evidenciados por uma iluminação que coloca em foco a aparência clean e confortável do imóvel. “Os pendentes laterais, dispostas ao lado de cada extremidade do aparador, garantem luminosidade direcionada e ampla ao espaço dedicado para a família usufruir de bons momentos.” Thaciana explica que as peças com base em metal e cúpula na cor branca harmonizam com as demais escolhas em cores marcantes e diferenciadas, dando a sensação de amplitude e clareza ao espaço.

 

 (Clausem Bonifácio/Divulgação)
 

Harmônico

 

Para elaborar o quarto de um casal que adora viajar e guardar suas lembranças no ambiente íntimo, os pendentes escolhidos por Gislaine Garonce iluminam pontos específicos, adequando o espaço de descanso para o momento de leitura e demais atividades que exijam o uso de luz indireta e moderada. “As duas peças cônicas em madeira dispostas ao lado da cama garantem, além de iluminação confortável, harmonia perfeita com as demais escolhas para o espaço”, explica a profissional.

COMENTÁRIOS
Os comentários estão sob a responsabilidade do autor.

EDIÇÃO 57 | Setembro de 2017